A LEAL (Liga Esportiva de Altamira) em parceria com a SEEL (Secretaria de Estado de Esporte e Lazer do Pará), realizou curso de capacitação para instrutores de futebol de campo. Uma equipe de cinco instrutores, esteve em Altamira, Sudoeste do estado. Aliás, segundo informações da SEEL, 26 alunos alunos estiveram presentes nos três dias de curso.

Em resumo, as atividades ocorreram em dois espaços da cidade. Na escola Deodoro da Fonseca foram realizadas as aulas teóricas do curso e a prática foi realizada na arena Planeta Bola. Vale ressaltar que a equipe da SEEL já realizou as atividades em outras sete cidades do interior paraense. A capacitação tem 40 horas como carga horária.

A palavra da LEAL

De acordo com o anfitrião do evento, Ricardo Oliveira, presidente da LEAL  o legado maior foi o conhecimento.

Nosso objetivo foi alcançado. A quantidade de técnicos que cursaram foi maior do que a gente imaginava. Então, é só alegria e agradecer a todos que participaram.

Da mesma forma ele comentou sobre a alegria de contar com a parceria com a SEEL.

A Secretaria de Esporte do Estado do Pará está com esse projeto incrível. Quero agradecer na pessoa do senhor Júlio e todos aqueles que participaram desse curso, pois trouxeram conhecimento. Além, é claro, de agradecer ao Secretário Arlindo Silva que sempre tem nos atendido bem. E em nome do secretário o Governador Hélder Barbalho.

Foi realizado também um amistoso sub-17. Com o intuito de colocar em prática o que foi aprendido no curso. O presidente da LEAL comentou sobre os frutos colhidos com o evento.

Os técnicos dessas duas equipes já estão passando o conhecimento adquirido no curso. Ou seja, já é algo de imediato. O conhecimento já está sendo transferido e os meninos já estão absorvendo.

A SEEL comenta

Júlio Vieira, diretor de eventos da SEEL, falou da alegria de estar em Altamira e do legado do projeto para a Secretaria. Além disso comentou sobre a presença maciça dos esportistas altamirenses.

Foi uma impressão muito boa, pois no curso não teve evasão. Isso mostra que o pessoal estão aptos para receber projetos da Secretaria e só depende do poder público municipal. Sendo solicitado pelo gestor público e ele arcar com as demandas podem vir muitos outros projetos, além do futebol.

Julio Vieira durante o curso (Foto: Divulgação/Ascom SEEL/Bianca Rodrigues).

O diretor da SEEL comenta sobre a troca de experiências. Dessa forma, eles também levam junto para outros municípios em que o projeto segue caminho.

Aqui aprendemos muita coisa. Cada vez que você ministra um curso você aprende também. Aqui viemos trazer um pouco do que sabemos e vamos levar um pouco do que vocês sabem. Ou seja, já vamos agir de uma maneira diferente, e ficamos mais próximos das pessoas. Aqui chegamos em toda a comunidade, pois tinha profissionais de diversas áreas. Viemos deixar aqui que a SEEL está presente em todo o estado do Pará.

Homenagem da LEAL

A Seleção Altamirense também foi destaque. Os serviços prestados por José Roberto em 2019, foram reconhecidos. A conquista do título da Copa do Lago, foi o ápice. Essa competição a cidade não conquistava há 40 anos. E o time também foi a final da Copa dos Campeões de Seleções do estado. Entretanto, o time acabou sendo vencido por Barcarena. O treinador da Seleção de Altamira comentou sobre a surpresa:

A sensação que nós temos é a melhor possível. Nós chegamos com muita luta, com muito trabalho e sempre falei aos atletas: resultado só no final. Então é um mérito que conseguimos, no trabalho nosso e também dos jogadores.

Prof. Roberto recebendo honraria direto da equipe da SEEL e das mãos de Ricardo Oliveira. (Foto: Reprodução/Bastimeu Bacelar)

A discussão sobre o esporte é intensa em Altamira. O treinador comentou sobre a união no setor.

É isso que nós estamos precisando: unir o esporte do município, pois vale a pena chegar ao final e está aí: campeão!

Roberto também mencionou sua participação no curso.

Cada curso que passamos, nós aprendemos mais. Se o futebol está renovando estaremos também. Mas não adianta dizer que sabe, e daqui a pouco fica para trás. O futebol hoje se divide em duas palavras: fisico e psicológico. Se tivermos isso aí, e pessoas capacitadas, a gente chega em algum lugar.

Por fim, ele fez uma projeção para a temporada 2021 do futebol amador altamirense. Nesse sentido também dar oportunidade aos jovens.

O futebol e onde nós estamos, precisamos de organização e planejamento. Assim, se chegarmos com esses dois pontos, vamos chegar com os principais atletas do município, que é celeiro de craques. De tal forma que temos uma juventude que participa do futebol e só precisamos dar oportunidade a eles.

 

Foto destaque: Divulgação/Ascom SEEL/Bianca Rodrigues

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados