LA LIGA: Três líderes em um dia

A 35ª rodada do campeonato espanhol começou com a seguinte disputa no topo da tabela: Barcelona em primeiro com 79 pontos, seguido de Atlético também com 79 pontos e Real Madrid com 78 pontos. Mas a intensa briga pelo título da Liga fez com que os três times fossem líderes por alguns instantes cada.

Real Madrid começou visitando o Rayo Vallecano; pequeno, mas valente time rival da cidade de Madrid. Quando o Rayo visitou o Real no primeiro turno aplicou 0-2 em pleno Santiago Bernabéu logo nos primeiros 20 minutos, mas não soube administrar a partida, ficou nervoso e teve dois jogadores expulsos por puro nervosismo. Com dois a menos, não recuaram, quase fizeram o terceiro, mas não foi suficiente e perderam por 10-2.

Neste turno foi parecido. Começaram bem em sua própria casa. Dois gols em 15 minutos de jogo. Adri Embarba e Miku colocaram o Rayo em vantagem, mas mais uma vez não souberam administrar a partida. Sofreram um gol de Bale de cabeça e mais tarde, em um lance de desatenção da zaga, Lucas Vasquez se impôs e também marcou de cabeça. Faltavam 10 minutos para o fim da partida, e com o Rayo distanciando o Real da briga pelo título, Embarba faz um lambança: recua a bola e acaba fazendo uma assistência para Bale, um dos jogadores mais velozes da atualidade, que liga um contra ataque letal e dá a vitória de 2-3 ao Real Madrid, colocando o time merengue no topo da tabela com 81 pontos agora.

Real foi líder por algumas horas, pois com o resultado de Atlético 1-0 Málaga que aconteceu mais tarde deixou os colchoneros como líderes com 82 pontos. A partida foi dura, ambas equipes tiveram oportunidades de gol, os goleiros brilharam, mas o gol de Correa no segundo tempo deu os três pontos que o Atlético precisava para se manter vivo na briga pelo título. A equipe de Simeone segue fazendo seu dever; resultados simples, mas suficientes para seguir lutando. A polêmica da partida aconteceu em um contra ataque do Málaga; uma bola foi arremessada do banco do Atlético ao campo, possivelmente numa tentativa de atrapalhar o rival. Não identificaram quem foi o infrator, mas Simeone,  por ter a maior hierarquia no banco, foi responsabilizado na falta de um culpado e expulso da partida.

Dia 23 de abril é feriado na Catalunha, dia de Sant Jordi, a versão catalã da lenda de São Jorge, santo padroeiro da cidade. O dia é comemorado como se fosse um dia dos namorados. Curiosamente também é dia do livro, então é costume na cidade os homens darem rosas para as mulheres, e receberem livros em retorno. A cidade amanhece coberta de rosas de todas as cores, barracas e mais barracas. É um dia muito festivo e especial para o catalão, e foi justamente nesse dia especial que o Barça deu seu segundo passo no processo de reabilitação do time.

O terceiro e último líder do dia foi o Barcelona, vitorioso na partida de 6-0 contra o Sporting Gijón. Segue em primeiro, com 82 pontos, os mesmos do Atlético, mas favorecido no confronto direto. O placar elástico não reflete o jogo. Um primeiro tempo duríssimo do Gijón quase colocou o Barça em apuros, mas Messi abriu o placar em uma bola sobrada pelo goleiro. Oportunista, deu uma cavadinha de cabeça. Os jogadores reclamaram de um possível falta de Suárez que tentou finalizar antes do goleiro espalmar, mas o jogador uruguaio desiste da jogada e retira a perna. Um lance que vai gerar discussões.

O jogo seguiu duro até os 62 minutos, quando Suárez fez o segundo em cruzamento de Iniesta. O atacante uruguaio estava um pouco a frente, mas a arbitragem não viu impedimento e deu o gol. Depois disso teve muita polêmica, com três pênaltis apitados para a equipe catalã. O primeiro foi indiscutível; braço na bola do defensor do Sporting e pênalti convertido por Suárez. O segundo gera um pouco mais de discussão; Neymar foi empurrado na área e mais uma vez o uruguaio converteu. O terceiro não pareceu ser pênalti; um jogador do Sporting sobe em um cruzamento com Neymar, deixa a mão nas costas do brasileiro, que se atrapalha um pouco. Juíz deu pênalti e o segundo amarelo para o jogador, que fez com que o Sporting terminasse a partida com um a menos. Quem converteu dessa vez foi Neymar, que não vem fazendo boas atuações recentemente, mas teve o apoio de seus companheiros para marcar esse de pênalti e tentar espantar a má sorte.

O último gol veio dos pés do matador Suárez, bateu de primeira, como verdadeiro craque, e fez o seu quarto gol da partida. Junto com os quatro gols da última rodada já são 8 gols para o uruguaio, que disparou na artilharia do campeonato espanhol e agora tem 3 gols a mais que Cristiano Ronaldo, que está lesionado e não jogou essa rodada.

O Barça parece estar espantando essa má fase que a equipe veio enfrentando nas últimas partidas. Presenteou os torcedores com uma goleada no dia de Sant Jordi, como um namorado querendo reconquistar o seu amor com uma rosa, mas ainda precisa de mais um pouco para reconquistar o amor de seu torcedor. Faltam mais 4 passos no processo de reabilitação do time catalão: visita o Betis, recebe o Espanyol e visita o Granada. Três rodadas onde serão necessário três vitórias para conquistar o campeonato espanhol. Depende de si só. O último passo acontece dia 22 de maio, contra o Sevilla, na final da Copa do Rey.

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Diego Rey
Diego Rey, 27 anos, jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sua paixão pelo futebol começou em 2006, ao ver Ronaldinho fazendo mágica em Barcelona. Desde então se tornou um torcedor culé fanático e não perde nenhum jogo do Barça. Morou na cidade catalã em 2013 e fez do Camp Nou sua segunda casa enquanto esteve lá.

    Artigos Relacionados

    Topo