Kepa pode ser emprestado ao Sevilla (Foto: Reprodução/Glyn Kirk/AFP)

Contratado em 2018 sob o maior valor de transferência de um goleiro na história, Kepa Arrizabalaga ainda não se provou no Chelsea e pode ser emprestado ao Sevilla. Segundo o jornal inglês “The Sun”, o próprio espanhol vê a possibilidade de empréstimo como uma chance de recuperar a confiança, entretanto deseja ir para um clube de destaque na Europa.

Uma negociação em definitivo pode ser descartada já que apenas dois dos seis anos de contrato entre o goleiro e o clube de Londres foram cumpridos. Os Blues só aceitariam vender caso recuperassem o investimento de 71,6 milhões de libras feito para levar Kepa à Inglaterra.

É improvável que equipes como Real Madrid, Barcelona e Atlético de Madrid procurem o goleiro do Chelsea. Dessa forma, o Sevilla, atual 4° colocado da La Liga, pode ser o destino de Kepa. Entretanto, o salário de 150 mil libras semanais pode ser um problema, já que os Blues exigem em seus empréstimos que a outra parte pague o salário integral do atleta. Uma flexibilização no modelo de negócio pode ser a saída. Atualmente, o Sevilla tem como titular o tcheco Tomás Vaclík.

Na atual temporada, Kepa chegou a perder o posto de titular para Caballero. As más atuações do argentino fizeram com que Frank Lampard promovesse a volta do espanhol. Na Premier League, o Chelsea sofreu, até o momento, 44 gols, sendo a pior defesa entre os oito primeiros colocados.

Os constantes erros dos atuais goleiros estão fazendo com que os Blues pensem em novas contratações. O boato mais recente é que o Chelsea estaria interessado em Alphonse Aréola, que pertence ao PSG. Anteriormente, de acordo com o “SunSport”, Roman Bürki chegou a ser cogitado, mas renovou seu contrato com o Borussia Dortmund.

Foto Destaque: Reprodução/Glyn Kirk/AFP

Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados