Jogando o segundo jogo da final da Liga dos Campeões da Ásia, no último sábado (10), os japoneses do Kashima Antlers ficaram no empate sem gols com os iranianos do Persepolis e conquistaram o título da competição de clubes mais importante da Ásia. A equipe do Japão havia vencido o jogo de ida por 2 x 0 e suportou a pressão iraniana, sofrendo um verdadeiro massacre, mas conseguiu sair de campo com o empate e sem ser vazada.

1º tempo

O duelo começou com o Kashima Antlers indo para cima, mas não conseguindo finalizar a gol. O Persepolis reagiu logo na sequência com Ali Alipour, mas acabou travado antes do chute. Os visitantes tentaram subir ao ataque mais uma vez, deixando o início frenético, mas a zaga da casa estava muito bem postada. Os donos da casa tiveram, pelo menos, três chances de marcar, mas o goleiro sul-coreano Kwoun Sun-tae estava muito atento e evitou o gol dos mandantes.

https://twitter.com/TheAFCCL/status/1061284562200940544

2º tempo

Os japoneses continuaram a se defender e jogar no contra-ataque, esperando uma bola. Enquanto isso, os iranianos pressionavam os nipônicos. Nas chances que o Kashima criava, a zaga cortava a Beiranvand agarrava, quando não mandavam para fora. Ali Alipour era o homem mais perigoso do jogo e quase marcou aos 18’, mas a bola saiu a esquerda do goleiro sul-coreano, tirando tinta da trave. Foram incríveis 17 chutes ao gol do Kashima e seis no alvo, contra sete chutes dos japoneses e nenhum em direção ao gol. Aos 42’, Bashar Resan cobrou falta da entrada da área. A bola bateu na barreira e subiu. Quando caia, quase entrou no gol de Sun-tae, que espalmou para o escanteio, livrando o time japonês. Os iranianos pressionaram até o fim, quase que no desespero. Mas toda a pressão na adiantou de nada. O Kashima Antlers suportou o ataque e os mais de 80 mil torcedores rivais e foi campeão pela primeira vez da Champions Asiática.

https://twitter.com/TheAFCCL/status/1061324021659287552?s=19

E agora?

O Kashima Antlers se torna campeão da Liga dos Campeões da Ásia pela primeira vez na sua história e irá disputar o Mundial de Clubes, nos Emirados Árabes, e enfrenta os mexicanos do Chivas Guadalajara, campeão da Champions da CONCACAF, no dia 15 de dezembro, em Al Ain, pelas quartas de final da competição. O vencedor deste confronto terá de enfrentar o Real Madrid, atual bicampeão do torneio e tricampeão da UEFA Champions League. Além deles, o Al Ain, campeão dos EAU, o Team Wellington, campeão da Champions da Oceania, o Espérance de Tunis, campeão da Champions África, também estarão no torneio, sem contar um time argentino que será campeão da Libertadores da América.

Melhores Momentos

Avatar
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, criado em Taboão da Serra, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
https://bit.ly/EricFilardi

Artigos Relacionados