Juventus pode trocar Cristiano por Neymar com PSG, afirma jornalista italiano (Foto destaque: Reprodução/As.com)

Uma troca bombástica pode acontecer na próxima janela europeia. Pelo menos é o que afirma Tancredi Palmeri, colunista do Tuttomercato e correspondente da beIN Sports e CNN. O jornalista italiano acredita que, em breve, Cristiano Ronaldo e Neymar trocarão de endereço. Segundo ele, o plano da Juventus é vender o atacante Paulo Dybala e propor uma troca ao Paris Saint-Germain.

A informação foi divulgada no fim desta terça-feira (10), mesmo dia em que Leonardo, diretor do PSG, comentou sobre o assunto. Apesar de ter começado a discutir a renovação de contrato de Neymar, o dirigente não desconsidera a chance de contar com CR7 no elenco parisiense. Em entrevista à France Football, o brasileiro declarou que “coisas extraordinárias acontecem“.

Por que a Juventus quer negociar o português?

A princípio, o motivo da possível negociação entre italianos e franceses seria a redução de gastos na Vecchia Signora. Depois de anunciar um déficit de R$ 569 milhões na última temporada, a Juve pensa em economizar sem prejudicar a qualidade do elenco. Por isso, gostaria de fazer uma troca simples: Cristiano Ronaldo por Neymar, ambos com contrato vigente até junho de 2022.

Considerando que o craque brasileiro é sete anos mais novo que o português, esse seria um ótimo negócio para o time italiano, já que teria em Neymar um ativo mais valioso do que o gajo no momento. Embora os dois tenham o mesmo salário (R$192 milhões por ano, na cotação atual), a Juventus não vê como poderia renovar com sua estrela. Dessa forma, busca um negócio com o PSG para não perdê-lo de graça.

De novo essa história?

Segundo Palmeri, a vontade de Neymar de retornar ao Barcelona seria favorável à negociação. Juntando sua suposta disposição em sair de Paris e a indecisão sobre o destino de Messi, as possibilidades no mercado se abrem. Sobre Dybala, a equipe italiana não pensa em renovar com o jogador de 26 anos. Eleito o melhor atleta do Campeonato Italiano em 2019, o argentino pouco agregou desde a chegada de Pirlo ao comando.

Além disso, seu alto salário se tornou um problema. Isso porque ele demanda ter o segundo maior salário do elenco para continuar em Turim. Caso o pedido fosse atendido, seus vencimentos passariam de R$44,8 milhões para R$80 milhões por ano, mesmo valor recebido por De Ligt. Sendo assim, seu futuro parece mesmo ser longe dos Bianconeri.

Foto destaque: Reprodução/AS

Avatar
Rafael Sant'Ana
Escolhi o jornalismo porque sou apaixonado por informação e esportes desde sempre. Tenho o sonho de exercer a profissão no exterior. Dedicação e interesse por estudar são algumas de minhas marcas.

Artigos Relacionados