Juventus e Torino no histórico Derby Della Mole

- Um dos maiores Derbys italianos em outras épocas, mostra um pouco do rumo que teve os dois times

Na história do Futebol, há alguns contextos históricos que de alguma maneira faz nascer e crescer uma rivalidade. Assim foi com Torino e Juventus. Contudo, muitos podem não conhecer ou se dá conta pelo rumo que as duas equipes tomaram. O Toro que por sua vez não manteve seus resultados de outras épocas que o credenciaram como quinto maior campeão nacional com sete conquistas. Por outro lado a Juve tomou outra dimensão maior vencedora da Série A com 35 títulos e também a única equipe Italiana que vêm tendo destaque de forma Internacional nos últimos tempos. Dessa forma, o Futebol na Veia resolveu mostrar um pouco mais desse Derbi histórico o Derby Della Mole.

Derby Della Mole

Juventus e Torino é o clássico de Turim, norte da Itália que ganhou o nome Derby Della Mole em homenagem ao nome de famoso prédio da cidade de Turim, pertencente ao Museu Nacional do Cinema (Mole Antonelliana). No início do Século XX , Os dois clubes eram separados apenas por uma rodovia. Contudo, os times tiveram destinos diferentes. Enquanto a Juventus, controlada muitos anos pela família Agnelli, viu sua torcida crescer especialmente pelos imigrantes de outras regiões italianas que embarcavam para Turim para trabalhar na indústria e quando retornavam ao seu lugar de origem, voltava com a Velha Senhora no coração. Por outro lado, o Torino permaneceu vinculado na cidade de Turim.

Derbys memoráveis

Um dos últimos que mais teve destaque ocorreu em 2001, no histórico Delle Alpi. Vindo de um vice campeonato na temporada anterior, a Velha Senhora fez um esquadrão pra voltar a vencer o Scudetto 2001/02. Assim, no primeiro tempo a Juventus saiu na frente abrindo vantagem de 3 a 0 com dois gols de Dell Piero e Igor tudo. Contudo na segunda etapa, Lucarelli começou a reação do Torino. Marco Ferrante e Riccardo Maspero empataram a partida, além disso, o Toro ainda se valeu de um pênalti perdido por Salas, do lado da Le Zebre.

Apesar do momento de predominância da Juventus tanto na Itália quanto nos Derbys não apaga alguns placares históricos do Torino. Dessa forma, dois deles são lembrados até hoje. Em 1912, o Torino aplicou uma das maiores goleadas já sofrida pelos Bianconeris um 8 a 0 Eugenio Mosso três gols, dois gols de Francesco Mosso, dois de Enrico Ruffa e um de Enrico Debenardi. Contudo, o troco veio 40 anos mais tarde a Juve aplicou um 6 a 0, com destaque para Boniperti, com dois tentos. Johan Hansen também marcou dois gols, Hansen e Pasquale Vivolo fecharam a conta. Além disso a outras partidas com resultados marcantes. Torino 8 x 6 Juve em 1913, Juventus 2 x 7 Torino no ano seguinte 1914 e Juve 4-3 Torino 1950.

Outra disputa emocionante ocorreu na temporada 1975/76. A Juventus liderava com uma folga de seis pontos para o segundo colocado o Torino (o triunfo valia dois). Na segunda metade da competição a Signora Omicidi   perdeu três seguidas , sendo uma justamente um Dérby e viu ser ultrapassado pelo Toro, que se consagrou campeão depois de vinte e sete anos na fila.

Personagens históricos

Alguns jogadores sempre se destacam em Derbi, seja pelo lado positivo ou negativo. Assim na Juventus, Boniperti foi o maior artilheiro do clássico e um dos maiores jogadores da história da Juventus. Por outro lado, nomes como: Felice Borel, Michel Platini, Gianluca Vialli e Osmar Sivori tiveram seu nome marcado. Borel, foi um dos maiores artilheiros da década de 30 da Juve, tendo estabelecido um recorde que durou aproximadamente 70 anos na Itália. Além disso, com apenas 18 anos em sua primeira participação na Série A Tim, assinalou 29 gols em 28 jogos. E ainda possui a vice artilharia da Velha Senhora no clássico, com oito tentos.

Por outro lado o Torino também teve os seus. Paolino Pulici é o principal artilheiro com nove gols. Logo atrás vem Francesco Graziani e Eugenio Mosso, com sete. Há ainda outros que também são lembrados pela torcida por suas aparições no Dérby, Valentino Mazzola cinco gols e Ruggiero Rizzitelli, que marcou cinco gols no confronto.

Há ainda os chamados “Vira Folhas” que atuaram nas duas equipes. Contudo os nomes de maiores relevâncias foram Guglielmo Gabetto, Alfredo Bodoira e Eugenio Staccione. Foram os de maior destaque tendo vencido o Scudetto italiano tanto na Juventus quanto no Torino. Além disso, Gabbetto totaliza 127 gols com a camisa Granata, sendo o quarto maior artilheiro da história do time. Simultaneamente no duelo, ele assinalou 12 gols, sendo sete pela Juve e cinco pelo Toro.

Na sua história o Derby também já teve alguns jogadores brasileiros, Walter Casagrande e Júnior pelo lado do Torino e José Altafini na Juventus. Assim, os três tiveram relevância dentro de suas épocas. Certa vez Casagrande assinalou o Derby della Mole como o mais importante e difícil de sua carreira. Vale lembrar que em 1992, marcou os dois gols que garantiram a vitória Granata em pleno Delle Alpi.

Retrospecto geral

Na história do duelo houve 172 partidas entre Juventus e Torino. Assim, há uma grande vantagem para a Signora Omicidi com 83 triunfos contra 42 do Torino. Além disso, outras 47 terminaram em igualdade. Da mesma forma, a Velha Senhora leva a melhor nos gols marcados 258 contra 174 do Toro. Assim também, nos duelos recentes a Le Zebre se encontra invicto em 11 oportunidades. Sendo, que o último triunfo dos Granatas foi em 2015 um 2 a 1 com gols de Darmian e Quagliarella, Dell Piero descontou para os Bianconeris.

Foto destaque: Trivela

Gilvan Junior

Sobre Gilvan Junior

Gilvan Junior já escreveu 267 posts nesse site..

Gilvan Junior, 20 anos, natural de Feira de Santana, estudante de jornalismo pela FAT. Desde pequeno, meu principal assunto era o esporte. Sempre acompanhado programas, sites, etc. Decidir, partir pra área que me dará a oportunidade de viver daquilo que mais amo. O futebol.

BetWarrior


Poliesportiva


Gilvan Junior
Gilvan Junior
Gilvan Junior, 20 anos, natural de Feira de Santana, estudante de jornalismo pela FAT. Desde pequeno, meu principal assunto era o esporte. Sempre acompanhado programas, sites, etc. Decidir, partir pra área que me dará a oportunidade de viver daquilo que mais amo. O futebol.

    Artigos Relacionados

    Topo