Quatro jogos sem vencer, 359 minutos sem marcar um gol e as críticas recebidas após o incidente de Sevilha mergulharam o Getafe numa crise esportiva que José Bordalás deve enfrentar o mais rapidamente possível para que não influencie a estabilidade do clube dirigido por Ángel Torres, ao qual o treinador enviou uma mensagem direta após o último jogo contra o Real Madrid.

Das cinco temporadas que José Bordalás tem no clube, esta é sem dúvida a mais difícil em todos os sentidos. A irregularidade é a tendência dominante, a equipe não transmite a confiança dos outros anos e, internamente, as últimas declarações públicas do treinador de Alicante refletem que a união que existia está a começando a ruir.

Atualmente, a dinâmica de resultados que o Getafe está passando não é boa. Corrente quatro jogos sem vencer com três derrotas, sendo elas para: Athletic Bilbao; Real Madrid; Sevilla e um empate contra o Alavés e soma 359 minutos sem marcar um gol. Em números gerais, apenas 19 gols a favor em 24 partidas oficiais e 32 sofridos gols.

Por fim, a equipe enfrenta a Real Sociedad no fim de semana, para tentar acalmar os ânimos no subúrbio de Madrid. A partida ocorre no domingo (14), às 10h00 (horário de Brasília), no Estádio Coliseum Alfonso Pérez.

Foto destaque: Divulgação/FNV

Pedro Henrique de Mesquita
Pedro Henrique de Mesquita
Meu nome e Pedro Henrique, tenho 19 anos e desde os meus 5 anos sou completamente apaixonado por futebol. Meu maior sonho e se tornar jornalista esportivo e fazer o que eu mais amo que é falar e escrever sobre o assunto. Pretendo algum dia trabalhar em um grande meio de comunicação do país. Só de estar no futebol na veia já e motivo de honra e orgulho pra mim.