Jornal: Koeman barrou ida de Coutinho ao Arsenal (Foto: Reprodução/Getty Images)

O retorno de Philippe Coutinho à Premier League só não se concretizou por conta de um nome: Ronald Koeman. O novo treinador do Barcelona barrou a saída do atleta rumo ao Arsenal. Assim, segundo o jornal inglês “The Sun”, o técnico holandês decidiu dar uma chance ao meia-atacante após os catalães não conseguirem a contratação de um novo jogador para o ataque.

De acordo com a publicação, o Arsenal esteve muito próximo de contar com o futebol do meia brasileiro na atual temporada. Sabendo do interesse dos catalães em se desfazer de Coutinho, os Gunners chegaram a propor um empréstimo. Contudo, os planos dos ingleses escorreram pelas mãos quando o novo treinador dos Blaugranas optou por mantê-lo no elenco.

Com dificuldades financeiras, o Barcelona não conseguiu garantir nenhum grande reforço para o seu sistema ofensivo nesta temporada. Além disso, o clube não realizou grandes vendas como forma de gerar dinheiro para novas contratações. Dessa forma, Koeman enxergou o retorno Philippe Coutinho como a melhor alternativa para suprir as necessidades dos Culés.

No Barcelona, o brasileiro tem feito valer a pena a decisão do treinador em contar com ele no elenco. Em cinco jogos oficiais da equipe na temporada, Coutinho fez dois gols e deu dois passes para os companheiros marcarem. Dessa forma, ganhou elogios de Koeman.

“É um jogador muito bom. É isso. Ele é um jogador que aprendeu muito na Inglaterra, muito no Bayern de Munique. Meu trabalho como treinador é tirar o melhor de cada jogador. E isso começa por colocá-los em suas posições. Acho que isso gera mais confiança. Tudo isso ajuda, mas começa pela qualidade do jogador e o Coutinho é um grande jogador”, disse o holandês ao jornal “Sport” recentemente.

Foto Destaque: Reprodução/Getty Images

Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados