Jogador do Corinthians pode estar de saída para clube europeu

Em suposta conversa com a diretoria corinthiana, a empresa que gerencia a carreira do volante Bruno Henrique, OTB Sports, informou que um clube de médio porte do futebol italiano estaria sondando o staff do atleta, que segundo o site de avaliação do mercado de futebol TransferMarket, corresponde a quantia de 6 milhões de euros (23 milhões de reais); o jogador já conta com a cidadania italiana, o que facilitaria em uma possível ida ao futebol europeu.

Clube tentou renovar com atleta

O Corinthians propôs uma prorrogação do contrato com o jogador no meio do campeonato paulista, porém a negociação não andou e o contrato que vencerá no final desta temporada poderá deixar o clube paulista sem algum valor considerável, tendo em vista que ao restarem 6 meses para o fim do acordo, o atleta estará livre para assinar um pré-contrato com qualquer equipe. Com isso a tendência é que a diretoria do clube que só detém 25% dos direitos econômicos (o banco BMG tem o resto) do atleta, não crie barreiras para uma possível saída do jogador, caso a proposta chegue.

Preparando o terreno

Cogitando ou não uma futura saída de algum dos volantes do elenco, a diretoria corinthiana contratou no final do campeonato paulista o também volante Camacho, destaque no finalista Osasco-Audax. O versátil jogador recentemente foi elogiado pelo treinador Tite, e tem sido presença constante no banco de reservas. A negociação com Bruno Henrique pode mudar parte do cenário do alvinegro de Parque São Jorge.

Marcelo Faviere

Sobre Marcelo Faviere

Marcelo Faviere já escreveu 6 posts nesse site..

Estudante de jornalismo e formado pela Universidade do Futebol no curso de "Introdução aos Aspectos Táticos do Futebol", Marcelo Faviere sempre gostou de jogos de estratégia, no qual montava desde equipes de futebol a civilizações. Sempre debatia com os professores da escolinha de futebol que jogara na infância, o por quê da equipe ter perdido ou ganho uma partida, montava equipes com as figurinhas dos jogadores que trocava na escola. Como sempre gostou de falar, herdou uma vontade de traduzir seus pensamentos sobre o esporte, na escrita, em uma tentativa de exaltar o quão complexo e difícil é falar de futebol, que é muito mais do que assistir a um gol.

BetWarrior


Poliesportiva


Marcelo Faviere
Marcelo Faviere
Estudante de jornalismo e formado pela Universidade do Futebol no curso de "Introdução aos Aspectos Táticos do Futebol", Marcelo Faviere sempre gostou de jogos de estratégia, no qual montava desde equipes de futebol a civilizações. Sempre debatia com os professores da escolinha de futebol que jogara na infância, o por quê da equipe ter perdido ou ganho uma partida, montava equipes com as figurinhas dos jogadores que trocava na escola. Como sempre gostou de falar, herdou uma vontade de traduzir seus pensamentos sobre o esporte, na escrita, em uma tentativa de exaltar o quão complexo e difícil é falar de futebol, que é muito mais do que assistir a um gol.

    Artigos Relacionados

    Topo