A coluna Futflix volta essa semana para indicar a produção brasileira “Joga igual mulher”. Você acompanha futebol feminino? Já parou para pensar tudo o que uma atleta de futebol feminino precisa encarar para poder virar profissional? Ou, ainda, já procurou saber tudo o que árbitras, técnicas, jornalistas e outras passam para se firmar em suas profissões? Então você precisa assistir esse documentário que mostra a difícil trajetória e os desafios que as mulheres precisam encararar para se profissionalizar no futebol no Brasil.

ATENÇÃO!!! O TEXTO PODE CONTER SPOILERS. CASO NÃO QUEIRA PERDER SUA EXPERIÊNCIA, SUGERIMOS QUE ASSISTA A PRODUÇÃO E VOLTE DEPOIS, PARA A LEITURA

LEIA MAIS:

Joga igual mulher: a realidade do futebol feminino

A produção brasileira lançada em 2017 conta com direção de Diego Urias e Daniel Paiva, com 50 minutos de duração. Assim, traz os bastidores e a dura realidade de jovens que sonham em ser jogadoras de futebol. Além disso, o longa também mostra depoimentos de jogadoras profissionais contando suas histórias para chegar ao sucesso. Assim como, jornalistas esportivas, árbitras, técnicas, torcedoras e jogadoras amadoras. Ainda, outra premissa do filme é tentar desvendar a pergunta que até hoje, segue como maior tema de discussão no esporte afinal, por que o futebol feminino é menos valorizado que o masculino? Por isso, o longa discute e explora essa dificuldade do ponto de vista de quem vive na pele esses desafios: as mulheres que vivem e estão no meio do futebol.

Emoção, garra, luta e amor pelo esporte

Um dos pontos altos e mais emocionantes é ver os relatos sinceros e muito reais de todas as entrevistadas no longa. Isso porque muitas pessoas ainda ignoram ou não têm real ideia de todos os sacrifícios que as jogadoras, técnicas, árbitras, jornalistas e outras mulheres passam para realizar seu sonhos. Ou ainda sem contar as muitas meninas que não conseguem seguir em clubes pela falta de apoio, patrocínio, conciliar a vida de atleta com a vida familiar, entre outros aspectos. Assim, é muito importante para a luta das mulheres do futebol expor a realidade que elas passam dentro e fora dos gramados.

Outra bela característica da produção é mostrar que, mesmo com todas as adversidades, o amor pelo esporte e a vontade de fazer o futebol feminino brilhar seguem vivos em todas as atletas. Ainda, o documentário é uma ótima escolha para meninas e jovens que querem seguir no esporte. Isso porque elas não só podem ver exemplos de atletas formadas. Mas também ter mais força e incentivo para continuar persistindo em seus sonhos. Além de ser uma ótima escolha de filme para toda a família que gosta de futebol.

Foto destaque: Reprodução/Facebook Joga igual mulher

Avatar
Carla Taíssa
Estudante de jornalismo, escritora e fotógrafa freelancer. Futebol, esportes de velocidade, futebol americano e basquete são suas paixões quando não está escrevendo ou viajando. Conheça suas fotos no Instagram @25springs.

Artigos Relacionados