Joaquín, o líder eterno!

O inicio do Real Betis no campeonato é sensacional, e é inegável que todos os jogadores estão atuando como esperado ou mesmo maior do que o previsto.

Possivelmente, Joaquín é um daqueles que podem ser incluídos na categoria daqueles que renderam acima do nível esperado, dada a idade dele.

Joaquín é a peça no esquema de Setién que brilha com sua própria luz. Afinal está oferecendo um futebol de qualidade e suas contribuições no campo foram decisivas em alguns jogos desta temporada.

Até agora, indiscutível

Joaquín está sendo um jogador essencial na formação inicial do senhor Cantabrian nesses oito jogos, em que sua participação ficou bem clara.

Na pré-temporada, essa posição em que o jogador joga era uma daquelas que a Setién classificou como deserta, na qual faltava algum reforço. Esse reforço veio, e foi Joel Campbell, um antigo conhecido pelos béticos que irão apreciar a sua segunda etapa no clube.

O costarriquenho feriu seu joelho, o que o manteve fora de ação até recentemente (ele está pronto para jogar depois do intervalo), então Joaquín teve a confiança do treinador e teve muitos minutos.

Sua forma é formidável. Tem algums numeros surpreendentes e já faz parte da história da LaLiga.

O estilo de jogo o torna protagonista

Sabemos que os jogadores da equipe do Bétis nesta temporada, quando se trata de jogar, seguirá o caminho da posse e do jogo ofensivo.

Joaquín entende perfeitamente este sistema e ajuda-os na sua maneira de jogar. O Português não é mais aquele jovem jogador. Seu estilo mudou, é mais descontraído, mas a qualidade está intacta e no modelo de jogo de Setién, é a chave.

Como já foi dito, Joaquin já não enfrenta rivais, mas seu papel é receber bolas e entrar em um jogo de combinação do qual ele é especialista.

Muito notável é o seu relacionamento com Andrés Guardado, outra das sensações não só do Betis, mas da La Liga.

Líder imperial fora do campo

Joaquín não só desempenha perfeitamente a função de jogador, mas também, como capitão da equipe, tem um papel fundamental no vestiário.

Nós vemos um Joaquín que dá conselhos aos jovens que estão tendo a oportunidade com Setién (assim como ele teve com Victor Fernandez) e é uma figura chave para manter boas vibrações e harmonia no vestiário Bético.

Essa harmonia é uma das chaves para o início da liga do conjunto verde e branco. A afinação de todos os jogadores é evidente, cada um deles estão conectados e procuram o bem comum: levar os Bétis ao máximo possível e ao auge de seu futebol.

Joaquín carrega os valores do Bétis como uma bandeira, e isso ele transmite para o vestiário.

Joaquín já é considerado uma lenda por todos os Béticos e sempre usará o Bétis como parte de sua identidade.

Luiz Henrique de Lima
Luiz Henrique de Lima , 23 anos. torcedor e apaixonado pelo Corinthians. admirador do futebol inglês e italiano.

Artigos Relacionados