João Veras de saída? Ponte Preta negocia empréstimo com clube português. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

À primeira vista, enquanto vive a expectativa pelo retorno de Lucca, a Ponte Preta negocia o empréstimo de João Veras com o Portimonense, clube da primeira divisão de Portugal.

Bem como, o acordo fechado é de um ano e meio (até junho de 2023), sem envolver dinheiro num primeiro momento. No entanto, é opção de compra ao fim do período com valor fixo – aproximadamente 500 mil euros (cerca de R$ 3,2 milhões na cotação atual).

De maneira que, se Veras atingir um determinado número de jogos, a compra será efetuada necessariamente. Ou seja, com a Macaca ainda ficando com uma parte dos direitos econômicos e o XV de Piracicaba também tem uma fatia.

João Veras de saída?

Juntamente com isso, falta apenas Ponte e Veras acertarem a renovação de contrato, uma vez que o vínculo atual entre as partes vai até dezembro de 2022. De maneira que, o atleta deve viajar já no início da próxima semana. Ocasionalmente, aos 21 anos, o atacante tinha prioridade de compra do São Paulo por conta do empréstimo de Marcos Júnior. No entanto, a preferência acabou no fim do ano passado.

Nesse sentido, revelado pelo XV de Piracicaba, Veras chegou à Ponte para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2020, quando foi artilheiro do time. Bem como, marcou três gols em cinco jogos e acabou promovido aos profissionais na sequência. Tal como, recebeu as primeiras oportunidades ao longo daquela temporada.

Por outro lado, foi ganhar espaço sob o comando de Fábio Moreno e chegou a se destacar no início do Campeonato Paulista. No entanto, depois não conseguiu se firmar e terminou 2021 sem atuar com Gilson Kleina. Eventualmente, o técnico alegou “indisciplina” para não relacioná-lo. Nesse ínterim, são seis gols em 45 partidas pela Macaca.

Foto destaque: Divulgação/Diego Almeida/ PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário