João Paulo se recupera de cirurgia após fratura na mão

Na manhã desta terça-feira (3), o goleiro João Paulo, da Chapecoense, deu início ao seu processo de recuperação da cirurgia. A saber, o atleta precisou passar por um procedimento cirúrgico após fraturar a mão durante um treino, no fim de abril.

Sendo assim, o goleiro falou sobre a sua recuperação da cirurgia e citou foco para poder voltar a atuar em boas condições.

“Está sendo bom o processo de recuperação. Eu não preciso ficar completamente parado. Posso fazer atividades físicas, como na academia. É focar nisso para que eu possa estar bem fisicamente quando voltar as treinamentos”, comentou.

Além disso, João Paulo contou sobre o seu lado emocional após a constatação da grave lesão. Nesse sentido, afirmou ter se abalado.

“O lado emocional é bem difícil. Fiquei abalado nos primeiros dias. Ninguém quer ficar parado. Ninguém quer se lesionar. Para quem vive do futebol é a pior coisa. Mas sei que são processos e eu estou focado para voltar”, finalizou.

Com contrato válido até o fim de 2024, o goleiro de 21 anos não tem previsão de retorno aos gramados. O goleiro jogou com frequência durante a disputa do Campeonato Catarinense.

O jovem ganhou espaço na equipe catarinense após a saída do xará João Ricardo. Desde então, defendeu o gol do Verdão do Oeste 34 vezes. A saber, na atual temporada foram 11 jogos.

Temporada da Chape

Na atual temporada, a Chapecoense tem vivido altos e baixos. Foi eliminada precocemente no Catarinense e na Copa do Brasil, o que gerou protestos da torcida. No entanto, a equipe melhorou desde a chegada de Gilson Kleina.

Sendo assim, desde que o treinador estreou, contra o Ituano, na 1ª rodada da Série B, foram duas vitórias, dois empates e apenas uma derrota. Agora, a equipe catarinense terá um confronto regional. Nesse sentido, visita o Brusque, na quinta-feira (5), às 21h30 (horário de Brasília).

Foto Destaque: Divulgação/Márcio Cunha/ACF

Gabriel Vicco
Oi, eu sou o Gabriel Vicco e sou apaixonado por futebol e sempre o tive o sonho de trabalhar com isso. Escolhi o jornalismo por gostar de escrever e me comunicar de várias maneiras. Tenho uma página no Instagram com alguns amigos, o Debate (@debate.fcs), onde postamos notícias, análises e coberturas do Brasileirão Feminino. Atualmente, tenho a certeza de que a profissão que mais almejo é o jornalismo esportivo, por isso busco por experiências e pela minha evolução nesse ramo.