Na manhã desta sexta-feira (2) Joachim Löw convocou os 29 atletas que representarão a Seleção Alemã nos próximos dois jogos da UEFA Nations League, contra Ucrânia e Suíça, nos dias 10 e 13 de outubro, respectivamente. Além disso, na próxima quarta-feira (7) os alemães jogarão contra a Turquia, amistoso em Colônia.

Manuel Neuer, atual campeão da UEFA Champions League, voltou a aparecer na lista de convocados após 11 meses longe da seleção. Diante disso, a última partida do goleiro sob o comando de Löw aconteceu em novembro de 2019, pelas Eliminatórias da Eurocopa. Assim, Mahmoud Dahoud, volante do Borussia Dortmund, é destaque na convocação. Por outro lado, o técnico alemão não chamou Sané e Ter Stegen, ambos estão lesionados. Gundogan ficou de fora dos nomes por ter contraído o Novo Coronavírus.

https://twitter.com/dfb_team_en/status/1311957537672101888?s=21

Portanto, todos convocados de Bayern de Munique e RB Leipzig, além de Toni Kroos, do Real Madrid, jogarão apenas as partidas da Liga das Nações. Assim, vale lembrar que, jogadores de ambos clubes alemães não participaram das duas rodadas do torneio, para focarem na reta final da UEFA Champions League 2019/20. Desta forma, foram semifinalistas e os Bávaros campeões.

Desta maneira, Joachim Löw convocou um grupo maior, com 29 atletas, para ter várias opções ao longo das partidas, que serão disputadas em uma semana. Contudo, a Seleção Alemã ocupa a 3ª colocação do grupo 4 da Nations League, com dois pontos, seguida pela Suíça, que conquistou apenas um ponto em dois jogos. Com isso, o grupo é liderado pela Espanha, que obtém quatro pontos.

Foto Destaque: Reprodução/Kenyan News

Avatar
Bruno Reis
Prazer! Sou Bruno Reis, de Santo André, ABC paulista. Desde 2001 vivo, choro e sorrio por futebol. Costumo dizer que este esporte nunca será qualquer um, ele muda e transforma vidas, como fez com a minha. Próximo do término do ensino médio, me senti perdido, me perguntava qual seria meu rumo a partir dali. Apesar de não ter dado certo dentro de campo, percebi que tinha chegado a hora de viver do futebol fora dos gramados, como jornalista. Hoje não me vejo longe dessa profissão, virou minha paixão. O que mais amo fazer é escrever e viver dele com todas as minhas forças.

Artigos Relacionados