Javier “Vasco” Aguirre é o novo treinador do Monterrey. Nesta segunda-feira (7), os Rayados fizeram o anúncio oficial da contratação do mexicano de 62 anos por meio de uma rede social. Sendo assim, a equipe traz um técnico experiente e que, provavelmente, se tornará o mais bem pago da Liga MX, recebendo até 4 milhões de dólares por ano.

Dessa forma, Aguirre ultrapassa Ricardo “Tuca” Ferretti, treinador do Tigres, no ranking de salários. Anteriormente, o brasileiro havia firmado um contrato de três anos por 3,8 milhões de dólares. O motivo de tanto dinheiro investido na nova contratação se dá pelo poder econômico do Monterrey, cujo valor de clube é de 83 milhões de dólares, segundo o site Transfermarkt.com.

Chegadas e partidas

Quem saiu para dar a lugar a Vasco Aguirre foi Antonio “Turco” Mohamed. Nos dois anos que esteve nos Rayados, o treinador venceu uma Liga, uma Copa e uma Champions da Concacaf. Assim, ele se despede pela segunda vez dos regiomontanos.

Apesar de ter dito no passado que não assumiria mais um time mexicano, o ex-técnico do Leganés decidiu retornar a seu país natal para um contrato de dois anos. Ele, que vive em Madrid, chega ao México na próxima sexta-feira (11), antes de viajar junto com o novo elenco no dia 14 para Riviera Maya, onde farão a pré-temporada.

Para a comissão técnica, Aguirre terá Toni Amor e Aldo de Nigris ao seu lado. Embora tenha ótima relação com ambos, o primeiro já vem acompanhando o treinador nos últimos trabalhos. Como concorrentes ao cargo, estavam Matías Almeyda, do San Jose Earthquakes, e Ignacio Ambriz, do León.

Carreira longa

O Monterrey se torna, então, o 12º time na trajetória de Javier Aguirre. O experiente treinador tem passagens por diversos clubes e seleções, se destacando no Pachuca, onde foi campeão em 1999, e no Al-Wahda, do Emirados Árabes, levantando três taças por lá. Além disso, comandou a seleção mexicana em duas Copas do Mundo (2002 e 2010).

Reforços para Aguirre

Mal chegou o novo treinador e já existem rumores sobre um pedido de um zagueiro e um lateral-esquerdo para a equipe, que sofreu 21 gols em 17 jogos no Apertura Mexicano 2020. Inclusive, um dos motivos que levaram à mudança de técnico no Monterrey foi a eliminação nos pênaltis para o Puebla, na repescagem do torneio final. Desse modo, o novo comandante acredita que a defesa será fundamental para o sucesso de seu trabalho.

Foto destaque: Reprodução/ogol

Rafael Sant'Ana
Rafael Sant'Ana
Escolhi o jornalismo porque sou apaixonado por informação e esportes desde sempre. Enquanto estudante, já escrevi textos sobre esportes americanos para alguns sites. Tenho o sonho de exercer a profissão no exterior. Dedicação e interesse por estudar são algumas de minhas marcas.

Artigos Relacionados