James pelo Real Madrid

Artilheiro da Copa 2014 e contratado a peso de ouro pelo , James Rodriguez nunca rendeu aquilo que se esperava no clube Merengue. Apesar disso ele ainda segue sendo um jogador valorizado, contando com interesse de grandes equipes e segundo o Le 10 Sport, seu destino pode ser o PSG.

A equipe parisiense aproveitaria o fato de que ele deve sair do Real na próxima janela, para tentar contratá-lo. Até por não contar com grande simpatia de Zidane por seu futebol (razão inclusive para ele ter sido emprestado para o Bayern anteriormente), James deve buscar um novo clube onde possa jogar regularmente. Entretanto o PSG deverá ter concorrência para levá-lo, pois Everton e Arsenal também devem fazer propostas.

Porém, segundo a publicação, até por ser um dos clubes mais ricos do mundo, o PSG deverá ter vantagem nessa disputa, pois teria melhores condições de bancar o alto salário de James. Aos 29 anos o colombiano já jogou 125 partidas pelo Real, com 37 gols e 42 assistências. Entretanto em 2020 jogou apenas 14 jogos, com um gol marcado.

James Rodriguez chegaria para o lugar de Draxler, que deve sair, mas não para o Hertha

A chegada de James Rodriguez ao PSG envolve a saída de um jogador que, ironicamente, vive a mesma situação que o colombiano: Julian Draxler. Contratado pelos franceses em 2017 como uma das principais promessas alemães, o meia nunca rendeu o esperado e atualmente pouco joga. Com isso tornou-se dispensável na equipe e a expectativa é que ele saia ao final da temporada, talvez para a Alemanha.

Entretanto, segundo a Sky Sport, o Hertha Berlin, que seria seu provável destino, desistiu de sua contratação, por achar que o valor de 20 milhões de euros, a ser pago por ele, muito alto. Apesar da desistências da equipe, a tendência é que Draxler jogue por outra equipe na temporada 2020-21. Na atual temporada, o alemão jogou apenas 19 partidas, não marcou gols e deu sete assistências.

https://twitter.com/PSG_inside/status/1285827645775773696?s=20

Foto destaque: Divulgação/Real Madrid

Avatar
Luiz Mutschele
escolhi jornalismo porque foi a melhor forma de aliar duas coisas que sempre gostei: escrever e esportes. Desde então já tive o prazer de escrever sobre minha três grandes paixões: futebol, NBA e games.

Artigos Relacionados