Jair Ventura lamenta derrota do Goiás e perda de Caio

Antes de mais nada, após empatar por 1 a 1 com o Palmeiras em sua estreia.  Na quarta que passou (20), o técnico Jair Ventura perdeu o primeiro jogo no comando do Goiás

Contudo o time do verdão saiu na frente, mas acabou cedendo a virada ao Bragantino, que venceu por 2 a 1 no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Jair Ventura comenta sobre a postura do time

De acordo com o comandante do verdão, a postura da equipe foi positiva. Para ele o time teve uma evolução no jogo, embora o elenco tenha saído da Serrinha com a derrota, o que deixou o clube em desvantagem na briga pela vaga nas oitavas de final da competição.

“Quem viu o jogo, viu a mudança que mostramos durante a partida. Esse é o objetivo. Fico feliz pela resposta dos atletas. Lógico que não com o resultado. Mas buscamos o gol até o último minuto. Não conseguimos, mas a equipe do Goiás foi para cima e buscou o resultado. Agora é pensar no próximo adversário” comentou Jair

Jair também lamenta a perda de um jogador

De certo contra o Palmeiras o elenco teve uma baixa, quando Auremir se machucou e precisou sair. Desta vez, além do resultado negativo, Jair Ventura lamentou também a saída do volante Caio Vinícius que deixou o campo ainda no início da partida com uma lesão. Sendo assim, em entrevista o comandante comentou sobre a saída para complementar o elenco.

‘‘Foi meu segundo jogo desde que cheguei e o segundo jogador com lesão ainda no primeiro tempo. Perdemos dois volantes (Auremir e Caio Vinícius), então tivemos que mudar o sistema. Temos um bom elenco, mas vai fazer falta. O elenco é enxuto. Se a cada jogo você perde uma peça, as dificuldades ficam ainda maiores. Agora é virar a chave. Perdemos o jogo, mas estamos vivos. É um resultado mínimo. Mas voltamos o pensamento agora para o Avaí.’’ disse Jair

Partida de volta entre os times na Copa do Brasil

Para finalizar a partida de volta entre Goiás e Bragantino até então será no dia 21 de maio, às 16h (horário de Brasília). No Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP). A saber os donos da casa poderão jogar por um empate, enquanto o time goiano precisará vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar direto.

Foto Destaque: Divulgação/Goiás

Márcia Regina
Meu nome é Márcia Regina. Formada em Jornalismo, pela Puc Minas, tenho 28 anos de idade. Para mim o Jornalismo tem como característica, várias formas de aprender sobre os mais diversos assuntos. Estou aqui para demonstrar um pouco da minha paixão por Jornalismo Esportivo.