O Jacuipense estreia contra o Floresta no Brasileirão Série C 2021

O Jacuipense estreia no Brasileirão Série C no próximo sábado (29), diante do Floresta,  às 15h30 (horário de Brasília). Assim, com o objetivo de montar um elenco competitivo, o clube anunciou os três novos nomes para a disputa da competição nacional. O primeiro reforço é o atacante Luan Santos, de 25 anos, que estava jogando no Ceará. Além do Vozão, o jogador também já teve passagens pelo Sampaio Corrêa, ABC, Santa Rita, Vitória e Bahia.

Na apresentação, Luan descreveu suas principais característica para a torcida do Leão Grená

“Sou um atacante de muito drible, que quebra a marcação, de um para um muito forte. E o que a torcida pode esperar de mim é muita ousadia dentro de campo, com muita responsabilidade também, e força de vontade, né?! raça, marcação, o que eu poder doar o máximo dentro de campo para ajudar a Jacuipense, eu estarei fazendo”, afirmou.

Por outro lado, para reforçar o meio de campo, o Jacupa fechou a contratação de Renato Henrique, de 27 anos. O jogador atuou pelo Salgueiro nas temporadas de 2019, 2020 e no inicio de 2021. Natural de Recife, Renato também já jogou no Náutico, Hercílio Luz, Guarani e Boa Esporte.

“Sou um meia que tem muita força, busco sempre estar dentro da área para finalizar, ajudar a equipe com gols, mas também gosto de organizar o jogo, e oferecer muitas assistências para os atacantes, e é isso que a torcida pode esperar de mim”, disse ele, em sua primeira coletiva no clube.

Mais um reforço para o meio de campo do Jacuipense!

Por fim, ainda na noite da última sexta-feira (26), o time de Riachão divulgou seu terceiro reforço para Série C. Trata-se do volante Darlan, de 26 anos. Na última temporada, o atleta atuou pelo Louletano, equipe de Portugal. Darlan é formado nas divisões de base do Vitória, e além de Portugal, também já teve passagens por clubes da Espanha.

Foto destaque: Reprodução/ E.C. Jacuipense

Maria Gabriella
Maria Gabriella, baiana, natural de Riachão do Jacuípe. Graduando em Letras pela UEFS, amante da comunicação e encantada pelo poder transformador social e político que o esporte exerce, especialmente o futebol, que nos proporciona uma mistura de sentimentos e emoções a cada partida.