Igualdade prevalece na tarde de sábado na MLS

- A tarde foi de empates nos três primeiros jogos
Igualdade prevalece na tarde de sábado na MLS

Três jogos agitaram o sábado de partida na MLS. Foram três jogos decididos no detalhe, mas nenhuma equipe saiu plenamente feliz com os resultados. Tivemos VAR, gol nos acréscimos e muita emoção na semana dois da competição americana. Confira o que de melhor aconteceu!

Semana 2 – MLS

New England Revolution 1 x 1 Chicago Fire

No Gilette Stadium, o time da casa não suportou a pressão do visitante, saindo decepcionado. O primeiro tempo foi recheado de oportunidades para o Chicago, mas a pontaria não estava muito em dias. Entretanto, aos 29 minutos, Adam Buksa ganhou da marcação e tocou na saída do goleiro, para abrir o marcador. O Fire bem que tentou com Beric, mas foi em desvantagem para o intervalo.

Na volta, o mandante ainda quis tomar as ações, tanto que apareceu a oportunidade com Gustavo Bou, para fora. Aos 25 minutos o castigo veio no cruzamento de Djordje Mihailovic e o cabeceio de Jonathan Bornstein e empate prevaleceu até o fim. Com o resultado, as duas equipes somaram seus primeiros pontos, com o Chicago em 7º e o New England em 8º, na Conferência Leste.

Real Salt Lake 1 x 1 New York Red Bulls

Em Sandy, no Rio Tinto Stadium, o time da casa chutou, chutou e chutou, mas a vitória não veio. O Real Salt Lake saiu atrás no marcador quando Cristian Casseres Jr, resolveu arriscar de longe e surpreendeu o goleiro Zac MacMath. 1 x 0 New York Red Bulls. O jogo aéreo da equipe da casa, foi a grande arma durante toda a partida, principalmente com Damir Kreilach, ganhando dos defensores. Porém, não foi tão eficiente e o placar se manteve assim até o fim da primeira etapa

Na segunda, o Real Salt Lake continuou na sua tática favorita, mas o goleiro David Jensen e os zagueiros rivais ainda seguravam o resultado. Até que finalmente, aos 24 minutos de partida, Corey Baird cruzou na cabeça Douglas Martinez que empatou. Só não contavam com o VAR anulando o lance, apontando bola no braço do camisa 12. Após perder outras oportunidades, aos 46 minutos de jogo, Aaron Herrera cruzou e encontrou Damir Kreilach livre, para (agora sim!) empatar. Com o resultado, o Bulls chega ao 3º lugar do Oeste, com quatro pontos e o Salt Lake é o 8º do Leste com dois.

FC Dallas 2 x 2 Montreal Impact

Outro jogo emocionante aconteceu em Frisco, no Toyota Stadium. O jogo começou quente, com a equipe da casa levando mais perigo, e colocando o goleiro Diop para trabalhar em, pelo menos, duas chances. Do outro lado, um visitante sem ofensividade, chegou ao gol rival duas vez, mas sem perigo algum. Dessa forma, o placar se manteve em 0 x 0 no marcador.

A etapa complementar começou com outro ritmo e com a pontaria mais afiada das duas equipes. Aos 13 minutos de jogo, após bate e rebate na área, Urruti complementou para o gol, abrindo o placar o Impact. Depois de alguma pressão do mandante, aos 22′, novamente o argentino do Impact recebeu dentro da área e só empurrou para o gol. Nos 10 minutos finais o Dallas acordou e Ondrasek recebeu cruzamento na medida, para diminuir a conta. Por fim, aos 50′, novamente o tcheco apareceu dando o passe para Ricardo Pepi empatar o jogo, dando números finais ao duelo. Com a igualdade, o Montreal é o 2º do Leste com quatro pontos, mesma pontuação do Dallas que está em 4º no Oeste.

BetWarrior


Poliesportiva


Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

    Artigos Relacionados

    Topo