Ícone holandês, van Gaal completa 69 anos

A coluna Parabéns ao Craque homenageia Louis van Gaal, que completou 69 anos de idade no último sábado (8). O ex-treinador fez história com o Ajax e teve uma bela participação com a seleção holandesa na Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Além disso, passou por Barcelona, AZ Alkmaar, Bayern de Munique e Manchester United, sendo campeão em todos eles. Assim, o holandês anunciou sua aposentadoria em 2019 e está marcado para sempre no futebol. Ele foi eleito o 18º melhor técnico da história do esporte que o consagrou, segundo a revista France Football.

COMEÇO E GLÓRIA NO AJAX

Em setembro de 1991, o jovem treinador de apenas 40 anos subia do cargo de auxiliar técnico para comandar a equipe principal do maior campeão holandês. Dessa forma, Luis van Gaal contou com uma safra valiosa que surgia da base do Ajax para implantar o estilo de jogo do “Futebol Total” de Rinus Michels, o técnico holandês que fez história na década de 70. Com a aparição de jogadores como Van der Sar, os irmãos Frank e Ronald de Boer, Frank Rijkaard, Edgar Davids, Clarence Seedorf e Patrick Kluivert, van Gaal conquistou tudo que podia com os Godenzonen e se sagrou como um dos treinadores mais importantes da história do clube.

Dessa maneira, nas seis temporadas em que esteve à frente da equipe neerlandesa, o técnico conquistou três Campeonatos Holandeses (1993/94, 1994/95 e 1995/96), uma Copa da Holanda (1992/93) e três Supercopas da Holanda (1993, 1994 e 1995). Ademais, van Gaal conquistou a Europa e o mundo com o Ajax, pois levantou as taças da Champions League (1994/95), da Liga Europa (1991/92) e da Supercopa da Europa (1995), sem falar no mundial de clubes vencido nos pênaltis contra o Grêmio. A Liga dos Campeões, vencida de forma invicta em 1995, é a única conquistada pelo clube após o tricampeonato da “Era Johan Cruyff”.

Veja o gol marcado por Marc Overmars na temporada 1994/95, quando o Ajax conquistou a Champions League, que retrata de uma forma clara o estilo de jogo de passes em velocidade adotado por Louis van Gaal:

TRÊS ANOS NO BARÇA

Consagrado pelo Ajax, Louis van Gaal foi buscar um novo desafio. Desse modo, foi contratado pelo Barcelona em julho de 1997, onde ficou por três temporadas. No time catalão, manteve seu estilo de jogo que conquistou o mundo na Holanda. Apesar de não ter sido campeão da Champions, teve um saldo positivo na equipe blaugrana. Com Luis Henrique, Luís Figo e Rivaldo, o treinador foi campeão da Supercopa da Europa (1997), duas vezes da La Liga (1997/98 e 1998/99) e da Copa do Rei (1997/98).

90s Football on Twitter: "Louis van Gaal and Luis Figo at ...

Divulgação/Twitter/90's Football

DECEPÇÃO NA SELEÇÃO

Louis van Gaal chegou no momento mais esperado de sua carreira em 2000, quando assumiu a seleção de seu país. Isso porque a Holanda havia decepcionado na Eurocopa daquele ano, disputada no próprio país e na Bélgica, e perdido para a Itália nas semifinais, nas cobranças de pênaltis. Dessa forma, o novo técnico tinha a incumbência de arrumar a equipe e prepará-la para a Copa do Mundo de 2002.

No entanto, van Gaal e a seleção holandesa falharam na missão. A equipe, traumatizada pela eliminação da forma que foi em um torneio que era favorita, criou conflitos internos que acabaram culminando na não classificação da Laranja Mecânica para o mundial no Japão e na Coreia do Sul. O treinador, já conhecido por sua personalidade forte e seu temperamento difícil, mas também por grande competência técnica, não conseguiu administrar as adversidades do bom elenco neerlandês. Assim, se despediu da seleção menos de dois anos após ter assumido.

VOLTA À CATALUNHA

O holandês voltou ao Barcelona para a temporada de 2002/03, todavia não durou nem até o fim dela. Apesar da contratação do craque argentino Juan Román Riquelme, que veio para substituir Rivaldo, os maus resultados fizeram com que van Gaal fosse demitido em março de 2003. Após dois fracassos seguidos, muitos se questionavam se o tempo do treinador no futebol já havia se esgotado.

Van Gaal revela que castigou Rivaldo após ganhar a Bola de Ouro ...

Reprodução/Be Soccer

CHEGADA NO AZ ALKMAAR

Louis van Gaal, percebendo que passava por um período em baixa na Europa, resolveu dar um passo atrás para reafirmar que ainda era um dos melhores treinadores do mundo. Sendo assim, dois anos após a saída do Barça, assumiu o AZ Alkmaar, um clube mediano em seu país de origem. Nas quatro temporadas em que esteve no comando da equipe, foi vice-campeão, 3º e 11º colocado nas três primeiras campanhas pela liga holandesa. Contudo, van Gaal chegou a glória com o AZ na sua última jornada (2008/09) em um time holandês. Ela veio graças à conquista da Eridivise pela 2ª vez na história do clube, o que comprovou seu valor no mercado europeu.

Times de que Gostamos: AZ Alkmaar 2008-2009

Reprodução/O Futebólogo

IDA AO BAYERN

Devido ao principal título nacional vencido com o modesto AZ Alkamaar, Louis van Gaal voltou a figurar como técnico nos principais clubes do mundo. Assim, foi contratado no meio de 2009 pelo Bayern de Munique, onde ficou por dois anos. Na primeira temporada, o Gigante da Baviera chegou muito perto de conquistar a Tríplice Coroa. Isso porque o Bayern de Philipp Lahm, Bastian Schweinsteiger, Arjen Robben e Thomas Müller, foi campeão da Bundesliga e da Copa da Alemanha, e chegou na final da Champions League.

A equipe do treinador holandês só foi superada pela Inter de Milão, de José Mourinho, que venceu por 2 x 0 na decisão em Madrid. Na jornada de 2010/11, os Bávaros não repetiram o sucesso, levantaram apenas a taça da Supercopa da Alemanha e van Gaal se despediu do país germânico.

Van Gaal guides Bayern Munich back to the top - the 2009/10 Bundesliga

Reprodução/Football Critic

RETORNO À SELEÇÃO

A Holanda, depois de ter sido vice-campeã no mundial da África do Sul em 2010, fez uma campanha pífia na Eurocopa de 2012, sendo eliminada na fase de grupos com três derrotas. Louis van Gaal, dessa forma, voltou à seleção dos Países Baixos após o campeonato europeu e teve uma nova oportunidade 10 anos depois do fracasso em 2002.

A equipe holandesa foi bem nas eliminatórias e se classificou com tranquilidade para o mundial. Entretanto, o time de van Gaal caiu num grupo complicado, com Espanha – que era a atual campeã europeia e mundial-, Chile – que prometia dar trabalho com Alexis Sánchez, Arturo Vidal e Jorge Sampaoli no comando – e Austrália. A Laranja Mecânica, apesar de não estar entre as mais cotadas para o título, atropelou a Espanha na estreia por 5 x 1, e também venceu Austrália e Chile, se classificando com 100% de aproveitamento.

Wesley Sneidjer, Arjen Robben, Robin van Persie e companhia desbancaram o México nas oitavas de final e a Costa Rica nas quartas, nos pênaltis. Porém, também nas penalidades, a equipe de Louis van Gaal foi superada pela seleção argentina nas semifinais. Posteriormente, os holandeses venceram o Brasil, anfitrião do torneio, por 3 x 0 na disputa pelo 3º lugar.

Veja o primeiro gol da seleção holandesa contra a Espanha na Copa do Mundo de 2014, marcado por Robin van Persie, que foi direto comemorar com Louis van Gaal:

CHEGADA NO UNITED

Após a bela campanha pela seleção holandesa na Copa, Louis van Gaal chegou ao Manchester United com a moral alta e com grandes expectativas dos torcedores. Em sua primeira temporada, atingiu o principal objetivo: classificar a equipe à Champions League. Entretanto, na jornada de 2015/16, o United foi eliminado na fase de grupos da competição europeia. Além disso, o clube ficou na 5ª colocação da Premier League e, portanto, não se classificou à Liga dos Campeões seguinte. Ao menos, conquistou a FA Cup, a Copa da Inglaterra nesse ano. Este troféu veio no último jogo da última temporada de van Gaal como treinador. Porém, ele não resistiu às más campanhas nos principais torneios e foi demitido.

APOSENTADORIA

Em março de 2019, quase três anos depois da última partida em que esteve à beira do campo, Louis van Gaal anunciou sua aposentadoria de forma definitiva. Ele afirmou que deseja dedicar seu tempo à esposa, já que teve mais de 20 anos de carreira como técnico de futebol. Assim, o treinador ídolo do Ajax fez a jus à escola holandesa de posse de bola e deixou o legado de um futebol dinâmico e com rápida troca de posições entre os companheiros.

https://twitter.com/AFCAjax/status/1291978243860582400

Foto destaque: Reprodução/JustUnitedFC

Nestor Ahrends
Estudante de jornalismo (ESPM-Rio). 19 anos. Nascido e criado em Petrópolis-RJ. Apaixonado por futebol e amante de esportes em geral.

Artigos Relacionados