Hulk entra no radar do Wolverhampton (Foto: Reprodução/Goal)

Sem clube após não renovar com o Shangai SIPG, da China, Hulk pode parar na Premier League. Dessa forma, segundo o site “Football Insider”, o Wolverhampton é um dos possíveis destinos do brasileiro de 34 anos. Sem Jiménez, que passou por cirurgia após choque de cabeça com David Luiz, os Wolves devem buscar um novo atacante para o restante da temporada. Assim, o atleta que já disputou uma Copa do Mundo pela seleção brasileira é visto com bons olhos, uma vez que o clube teria que acertar apenas os salários.

Por outro lado, a pedida de Hulk pode ser um problema para o Wolverhampton. Em sua passagem pela China, o brasileiro chegou a receber cerca de 385 mil libras semanais, o que está longe do alcance dos Wolves. Contudo, segundo o jornal “Record”, o atleta deve aceitar uma redução salarial para ir à Premier League.

Apesar do longo período em que passou na Europa, Hulk nunca jogou em uma das cinco grandes ligas. O brasileiro acumulou uma longa passagem pelo Porto, de Portugal, além de um período no Zenit, da Rússia. Recentemente, o jogador revelou que tem recebido sondagens de diversos times espalhados pelo mundo.

“Estou ouvindo muitas propostas do Brasil e de muitos lugares, inclusive na Europa. Turquia, Portugal, Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha – e também tenho uma oferta da China. A cada dia chegam mais propostas”, afirmou Hulk.

Contratado pelo Shangai SIPG em 2016 por 55,8 milhões de euros, Hulk fez 145 jogos com a camisa do time, tendo marcado 76 gols e dado 54 assistências.

Foto Destaque: Reprodução/Goal

Renan Liskai
Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados