Responsável por dar a assistência para o gol de Gnabry na vitória da Alemanha sobre a Romênia pelas Eliminatórias para a Copa, Kai Havertz avaliou seu momento no Chelsea após o compromisso de sua seleção. Desse modo, de acordo com ele, a fase tem sido difícil pela demora na adaptação ao futebol inglês.

“Tem sido uma temporada difícil. Eu sei que as coisas não estão indo bem, mas é normal quando você está em sua primeira temporada no (futebol) estrangeiro. Demora meio ano ou mais para se ajustar. Eu sou positivo e espero que as próximas semanas sejam melhores”, afirmou o alemão.

Até o momento, Havertz realizou 32 jogos com a camisa dos Blues, mas marcou apenas cinco gols e deu sete assistências. Dessa maneira, tem alternado entre jogos como titular e como suplente na equipe comandada por Thomas Tuchel.

Em setembro de 2020 o Chelsea pagou cerca de 80 milhões de euros para tirar o jogador de 21 anos do Bayer Leverkusen. Pelo clube alemão, Havertz se destacou fazendo 150 partidas, sendo que anotou 46 gols e deu 31 assistências desde que subiu ao profissional em 2016. Entretanto, os números não têm se repetido nos Blues, o que tem gerado críticas por parte de torcedores e da própria imprensa local.

Foto Destaque: Reprodução/Getty Images

Renan Liskai
Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Deixe uma resposta