Harry Kane e Jamie Vardy: de companheiros na reserva a artilheiros da Premier League (Foto: Reprodução/ESPN)

Você muito provavelmente já assistiu àquele gol icônico de Troy Deeney, do Watford, contra o Leicester em 2013. Caso não se lembre, vamos fazer uma breve narração do fato. Playoffs da Championship, Watford x Leicester, minutos finais de jogo, pênalti para os Foxes. Na cobrança, Almunia opera dois milagres, e os donos da casa saem em contra-ataque. Assim, após cruzamento e bola ajeitada na área, Troy Deeney aparece sozinho, estufa as redes adversárias e vai (literalmente) para os braços do público comemorar a vaga de acesso para a próxima fase. Entretanto, calma! Não é sobre isso que a coluna Reino Unido pelo Futebol vem falar nesta última quinta-feira do ano. O nosso intuito é falar sobre Harry Kane e Jamie Vardy.

A grande realidade é que duas grandes estrelas da Premier League estavam presentes naquele jogo em maio de 2013. Contudo, ambas no banco de reservas do mesmo time. Desconhecidos, Jamie Vardy e Harry Kane sentavam lado a lado no fatídico duelo que evitou o acesso dos Foxes à fase final dos playoffs da Championship.

Harry Kane, até então com 19 anos, chegou a entrar no duelo, mas pouco conseguiu fazer. Contudo, Vardy já no auge dos seus 26 aniversários sequer teve a oportunidade de participar da partida. O que o técnico Nigel Pearson e nós não sabíamos é que pouco tempo depois, os dois atacantes ingleses despontariam com sucesso e atrairiam olhares do mundo todo.

JAMIE VARDY

Vamos por ordem de idade. Operário de fábrica, Vardy alternava seus turnos de trabalho com treinos de futebol. Assim, em 2010, o atacante se “profissionalizou” no modesto Stockbridge. Em seguida acumulou passagens por Halifax Town e Fleetwood Town antes de chegar ao Leicester City. Os Foxes pagaram cerca de 1,2 milhão de euros para contar com o atleta.

A temporada 2012/13 marcou a estreia de Vardy na Championship. Contudo, mesmo jogando contra times mais modestos do que os que enfrenta hoje, os números do atacante não impressionaram. Ao todo, em 29 jogos, o atleta marcou apenas cinco gols e deu quatro assistências.

A chave começou a virar na temporada seguinte. Formando dupla de ataque com Nugent, Vardy foi fundamental para dar o título da Championship e, consequentemente, a vaga para a Premier League ao Leicester. Em 46 jogos na temporada, o atacante marcou 16 gols e deu 11 assistências.

O SURGIMENTO DA ESTRELA

Entretanto, o desempenho do time e de Vardy caíram no retorno à Premier League. Tendo participado de quase todos os jogos do Foxes na sua volta à elite do futebol inglês, Jamie anotou apenas cinco gols na temporada, sendo o mais marcante deles diante do Manchester United, na vitória heroica em casa por 5 x 3. Dado por muitos como rebaixado, o time comandado por Nigel Pearson teve uma arrancada espetacular na reta final do torneio e se manteve na divisão. A manutenção foi fundamental para que o seu camisa 9 se desenvolvesse, haja visto o que fez na temporada seguinte.

Ao lado de Mahrez, Vardy foi destaque da campanha histórica que levou o Leicester ao título inédito da Premier League na temporada 2015/16. O camisa 9 dos Foxes anotou 24 gols durante todo o campeonato, tendo ficado atrás apenas de Harry Kane (de quem falaremos logo mais) e empatado com Agüero, do Manchester City. Os números resultaram na convocação do atacante inglês para um amistoso diante da Irlanda.

https://twitter.com/MikeIOyarzabal/status/1304357107941212162

É claro que com o destaque, o nome de Vardy passou a estampar os principais jornais do mundo ligando sua contratação a diversos clubes, mas o atacante sempre permaneceu no Leicester. Assim, continuou mantendo seu posto de artilheiro do time, ainda que as campanhas da equipe não se assemelhassem com a do título inédito.

Por fim, na temporada 2019/20 Vardy finalmente alcançou o posto de artilheiro da Premier League. Com 23 gols marcados ao longo do campeonato, o camisa 9 do Leicester superou a concorrência de Aubameyang, do Arsenal, e Danny Ings, do Southampton.

HARRY KANE

Revelado pelo Tottenham em 2011, Harry Kane não conseguiu espaço no elenco principal logo de primeira. Assim, passou a ser emprestado para equipes de divisões inferiores. Dessa forma, acumulou passagens por Leyton Orient, Millwall, Norwich e, por fim, Leicester.

Após o retorno de empréstimo aos Foxes, Kane passou a ficar constantemente no banco de reservas dos Spurs, entrando em partidas esporádicas e sendo titular em jogos de competições de menos importância na visão do clube. Contudo, foi na temporada seguinte, em 2014/15, que o inglês passou a se destacar. Ao todo, o artilheiro marcou 31 gols em 51 participações com a camisa da equipe. Além disso, se tornou vice-artilheiro da Premier League, ficando atrás apenas de Agüero, e foi convocado pela primeira vez para a seleção inglesa.

A temporada 2015/16 marcou o primeiro título individual de Kane. Com 25 gols marcados no Campeonato Inglês, o atacante do Tottenham levou a chuteira de ouro da competição. O feito se repetiu no ciclo seguinte, quando o astro marcou 29 vezes no torneio nacional.

Os números impressionantes e a média de gols alta rendaram a Kane o apelido de “Hurricane”. A referência feita ao seu nome se relaciona com a pronúncia da palavra “furacão” em inglês.

Além de ser artilheiro da Premier League por duas edições seguidas, Kane seguiu com sede de gols na seleção inglesa. Dessa forma, se tornou artilheiro da Copa do Mundo de 2018, com seis tentos anotados, e das eliminatórias para a Eurocopa na temporada 2018/19, tendo ido às redes 12 vezes.

https://twitter.com/mundodabola/status/1010875753498660864

HARRY KANE E JAMIE VARDY: DUPLA DE SELEÇÃO

O sucesso de ambos em seus clubes renderam convocações para a seleção da Inglaterra. Dessa forma, os dois atacantes fizeram suas estreias no English Team em 2015, sendo que Kane debutou diante da Lituânia em jogo válido pelas eliminatórias para a Eurocopa, e Vardy pisou em campo pela primeira vez com o selecionado diante da Irlanda, em amistoso.

O bom desempenho nas oportunidades dadas pelo técnico Gareth Southgate renderam convocações para os dois principais torneios que a seleção inglesa pode participar: Eurocopa e Copa do Mundo. Titular nas duas competições, Kane foi o principal atleta inglês em cada uma delas, sendo que no Mundial assumiu a faixa de capitão e foi artilheiro. Por outro lado, Vardy atuou como suplente do jogador do Tottenham em ambas. Por fim, os dois já chegaram a atuar como dupla de ataque em algumas oportunidades no English Team.

Harry Kane e Jamie Vardy: de companheiros na reserva a artilheiros da Premier League (Foto: Reprodução/Getty Images)
Harry Kane e Jamie Vardy: de companheiros na reserva a artilheiros da Premier League (Foto: Reprodução/Getty Images)

Foto Destaque: Reprodução/ESPN

Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados