o Benfica acabava com a seca há 15 anos

No ano de 2005, o Benfica vivia um jejum de 10 anos sem conquistar o Campeonato Português. Assim, colocou um fim no maior tempo sem títulos nacionais na história do clube. Deste modo, foram 11 anos sem o levantar esse troféu. Portanto, uma data recordada pelo Clube da Luz, onde os torcedores lembram com carinho desse importante caneco que entrou na memoria dos Águias.

O JEJUM DO BENFICA

Foi primeiro título de campeão nacional da era de Luís Filipe Vieira. Assim, o presidente está até os dias de hoje no comando da instituição. Dessa maneira, a festa, carregada de emoção, começou no Bessa, onde os empataram com o Boavista, passando por avenidas do Porto, pelas quais a equipe desfilou em carro aberto, pelo aeroporto Sá Carneiro e teve a apoteose, na madrugada seguinte, na Luz, que rebentava pelas costuras. Dessa maneira, foi o ponto final de época duríssima para as águias com momentos altos e baixos.

Com Vieira na presidência, o Benfica conquistou diversos títulos. Sendo assim, foram sete campeonatos, três Taças de Portugal, cinco Supertaças e sete Taças da Liga.

NOTA DO CLUBE

“Todos nos recordamos daquele extraordinário dia, no Bessa, faz hoje quinze anos, em que voltámos, onze anos depois, a celebrar a conquista de um campeonato. A festa começou no estádio, o mar de adeptos eufóricos estendeu-se pelas ruas portuenses a acompanhar a equipa até ao aeroporto e, já de madrugada, no Estádio da Luz repleto de benfiquistas, celebrámos o nosso 31.º título nacional. Terminou, nesse dia, o maior jejum da nossa história. Foram dez temporadas afastados do título, suplantando o maior ciclo negativo anterior, de “apenas” quatro. É sobejamente conhecida a situação periclitante e sem precedentes em que o Clube se deixou cair no final do século passado e, em 2005, estavam ainda a ser dados os primeiros passos para se reerguer”, nota do clube da Luz.  

Foto Destaque: Reprodução/Jornal/A BOLA

Avatar
Nicollas Almeida
Escolhi o jornalismo porque queria contar histórias, participará dela também. Já estagiei na assessoria de imprensa de um órgão do governo do Rio de Janeiro. Fiz trabalhos voluntários no meio religioso e político, participei de um programa de debate na rádio na faculdade.

Artigos Relacionados