Guillermo Barros

O Los Angeles Galaxy anunciou oficialmente ontem (29) a saída do treinador Guillermo Barros Schelotto assim como toda sua equipe. Antes de mais nada, pelo recente histórico da equipe de Los Angeles muitos boatos surgiram após a grande sequência de derrota pós MLS is Back. Atualmente, eles são os últimos colocado da Conferência Leste com 18 pontos. Além disso, toda a comissão técnica q trabalhava com Guillermo Barros deixaram seus cargos com efeito imediato. São eles, os Assistentes Técnicos Gustavo Barros Schelotto e Ariel Pereyra, o Treinador de Goleiros Juan José Romero e o Preparador Físico Javier Valdecantos. Outra coisa anunciada foi que Dominic Kinnear atuará como Diretor Técnico até o final da temporada de 2020. Guillermo Barros sai com um recorde de 21 vitórias 26 derrotas e seis empates.

“Com base nos resultados, decidimos ir em uma direção diferente (…) O LA Galaxy é um clube que se baseia na vitória em quadra e na representação da mentalidade de campeão esperada das equipes da cidade de Los Angeles. Como clube, temos uma responsabilidade coletiva e todos devemos compartilhar a culpa pela situação atual do clube. Assumo a responsabilidade pelos maus resultados e penso que podemos encontrar o caminho certo para esta equipa e para o nosso clube”. Comentou Dennis te Kloese, Gerente Geral do Los Angeles Galaxy.

Além disso, outro boato surgiu forte dentro do mundo esportivo dos Estados Unidos. Barros não só saiu do Galaxy como pode sair da MLS. Sendo assim, o argentino pode ter seu novo desafio no Brasil, onde pode assumir o Palmeiras. Por fim, quando questionado sobre uma possível chegada ao clube paulista, mas ele negou qualquer contato até o momento. O que pode mudar a qualquer momento, já que o Palmeiras ainda não anunciou um novo treinador.

Foto Destaque: Divulgação/Raul Romero Jr

Marcos Sibinel
Olá, me chamo Marcos Sibinel, tenho 23 anos e curso jornalismo na Anhembi Morumbi. Nunca tinha pensado em seguir uma carreira como jornalista, mas foi quando cursava Relações Internacionais que percebi que tinha uma vontade de trabalhar com esportes. Fui então pesquisando sobre o curso de jornalismo esportivo que surgiu um grande interesse, além de amar nosso futebol, tenho vontade também de fazer o outro futebol, o americano, crescer ainda mais aqui no Brasil. Foi então que decidi que queria jornalismo esportivo. Twitter: @masibinel / Instagram: @masibinel

Artigos Relacionados