Guerrero: o artilheiro de uma nação

José Paolo Guerrero Gonzales, mais conhecido apenas como Paolo Guerrero ou somente Guerrero. Nasceu no dia primeiro de janeiro de 1984 e começou sua carreia no Alianza Lima onde marcou mais de 200 gols pela equipe de base Sub-15/16. Foram 10 anos no Alianza, até Guerrero, em 2002, se transferir para o poderoso Bayern de Munique e, por lá, continuar marcando seus gols. Entre o “Bayern Oficial” e o “Bayern Dois” foram 62 gols marcados. Paolo, na Alemanha, também brilhou no Hamburgo, clube que defendeu até 2012 e marcou 51 gols.

Guerrero nos tempos de Bayern de Munique (Reprodução/André Alves)
Depois dessa longa carreia pela Europa, Paolo Guerrero veio para o Brasil e teve o momento mais vitorioso de sua carreira. No meio de 2012 chegou ao Corinthians para a disputa do Mundial de Clubes daquele ano e foi campeão, ganhou também a Recopa e o Campeonato Paulista de 2013 e ainda estava no elenco campeão do Campeonato Brasileiro de 2015, jogando metade da temporada. Se tornou o estrangeiro com mais gols na história do clube, balançando a rede adversária 54 vezes. Depois de algumas tentativas de renovação e uma saída conturbada no meio do ano, em 2015, Guerrero foi para o Flamengo e o seu faro de gol não sumiu, já são 43 gols pela equipe carioca.
Paolo Guerrero disputando o Mundial de 2012 pelo Corinthians (Divulgação/Agência Corinthians)
Mas você está achando que ele é matador só nos clubes? Achou errado! Paolo é o maior artilheiro da história de sua seleção. Desde 2004 na equipe principal, Guerrero marcou 36 gols em 87 jogos superando Teófillo Cubillas, que marcou 26, e Teodoro Fernández, fechando este pódio, com 24 gols. Foi artilheiro por duas vezes da Copa América, em 2011, marcando cinco gols e, em 2015, marcando quatro gols e em ambas competições se destacou não só pela artilharia, mas também por levar a Seleção Peruana ao terceiro lugar.
(Reprodução/A. Stapff/Reuters)
Guerrero, mesmo depois de todos os problemas que ele sofreu com o doping, que todos nós já conhecemos, hoje, sem sombra de dúvidas, é o ídolo máximo da Seleção Peruana. Conquistou esse título sendo extremamente importante e decisivo, principalmente nos momentos mais complicados da seleção. Nesta Copa do Mundo da Rússia, infelizmente não conseguiu evitar a eliminação, muito por estar fora de ritmo devido a suspensão, mas não passou em branco. No último ele foi o cara, um gol, uma assistência e uma despedida digna da sua última Copa do Mundo.
Capitão, protagonista e maior artilheiro da história da seleção peruana, Paolo Guerrero viveu momentos emocionantes e, além de tudo, muito merecidos. A certeza que fica é de que será difícil alguém superar tamanho feito. El Depredador ou General, como é conhecido no Peru, ou somente José Paolo Guerrero Gonzales que, sem dúvida, fez uma história maravilhosa na sua seleção.
Paolo Guerrero maior artilheiro da sua seleção (Reprodução/Fernando Llano/AP)
Lucas Rodrigues
Sou Lucas Rodrigues, tenho 24 anos e desde que me conheço por gente sou apaixonado por futebol. Me formei em jornalismo para poder trabalhar dentro da área esportiva, já que tive uma desilusão quando tentei ser jogador profissional. Já superei isso e hoje eu procuro me especializar cada vez mais no jornalismo esportivo. Fiz curso com o Flávio Prado e já estou em busca de novos conhecimentos, precisamos nos renovar sempre, por isso a busca por novas teorias, conhecimentos precisa ser constante.

Artigos Relacionados