Guendouzi é afastado por Arteta e treina sozinho no Arsenal (Foto: Divulgação/Stuart MacFarlane/Arsenal FC)

O comportamento de Mattéo Guendouzi na partida diante do Brighton não foi tolerado pelo treinador Mikel Arteta. O comandante dos Gunners sugeriu que, desde então, o francês passasse a treinar sozinho, somente com a presença de um preparador físico. A informação foi apurada pelo site inglês “The Athletic”.

No dia 20 de junho, na partida que marcou a lesão do goleiro Bernd Leno, Guendouzi foi flagrado segurando o adversário e compatriota, Neal Maupay, pelo pescoço. A FA (Football Association) não puniu o jovem pelo ato. Entretanto, a ação desagradou o comandante dos Gunners que, desde então, afastou o meia dos treinamentos com o resto do grupo.

A decisão de afastar Guendouzi dos treinos foi tomada após uma reunião do jogador com o treinador Mikel Arteta e Edu Gaspar, onde segundo informações, o atleta não pediu desculpas e demonstrou pouco interesse em mudar seu comportamento. Além disso, essa não foi a primeira vez que o francês teve problemas por conta de suas atitudes. Em fevereiro, o meia não foi relacionado para a partida contra o Newcastle por conta de uma discussão com Arteta em um treino dos Gunners em Dubai.

As recentes atitudes do meia têm feito com que o Arsenal pense em negociá-lo ainda nesta temporada. Equipes como Manchester United, Paris Saint-Germain e Barcelona podem aparecer como possíveis interessados. Entretanto, o boato mais recente é que Guendouzi .

Na atual temporada, Guendouzi tem 34 jogos disputados pelo Arsenal, somando todas as competições. Até o momento, o meia não marcou gols e deu três assistências.

Foto Destaque: Divulgação/Stuart MacFarlane/Arsenal FC

Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados