Guardiola sobre permanência de De Bruyne: “Tenho certeza que ele vai ficar”

- Em entrevista, o treinador falou sobre a situação do meia, que teria recusado a primeira proposta de renovação feita pelos Citizens
Guardiola sobre permanência de De Bruyne: "Tenho certeza que ele vai ficar" (Foto: Reprodução/Getty Images)

A situação envolvendo a renovação de contrato de Kevin De Bruyne com o Manchester City parece não incomodar Guardiola. Assim, em entrevista à “Sky Sports”, o treinador catalão afirmou ter certeza que o atleta permanecerá na equipe. Além disso, ressaltou sua confiança no meia e a importância dele para o elenco.

“Tenho certeza que ele vai ficar, mas ao mesmo tempo temos que respeitar o processo. Não sei o que está acontecendo porque não falei com o Txiki (Begiristain, diretor de futebol do clube). Mas ele sabe o quanto o valorizamos, não apenas como jogador de futebol, mas como pessoa. Ele é muito importante para o clube. Eu não estou preocupado. Mas no final, é claro, a decisão é dele”, afirmou.

Com contrato até 2023 com o Manchester City, DeBruyne tem uma nova oferta em mãos. Contudo, a mídia europeia afirma que o jogador não ficou satisfeito com a postura da diretoria. Segundo as publicações, o meia deseja um salário maior, além de mais agilidade e clareza nas negociações e por isso recusou a proposta inicial.

Recebendo 280 mil libras semanais, o belga tem o segundo maior salário do elenco, mas ainda recebe menos que outras estrelas da liga, como Özil e De Gea, que estão em baixa. Além disso, o melhor jogador da última edição da Premier League espera uma valorização maior por parte da diretoria.

Em 18 jogos feitos no atual ciclo, o meia soma três gols e 12 assistências, sendo todos os números na Premier League. Assim, o belga é o jogador que mais participou de tentos da equipe no torneio. Além disso, vem sendo frequentemente escalado como capitão do time pelo técnico Pep Guardiola.

Foto Destaque: Reprodução/Getty Images

Renan Liskai
Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados

Topo