Grupo City: árabes fazem consulta para levar profissional do Palmeiras para o Bahia

Sem nem mesmo ter a chegado a votação do Conselho Deliberativo, o Grupo City já está se ajeitando para levar os melhores profissionais para o Bahia. De acordo com Rodrigo Barata, do canal Bara Bahêa, os árabes estão conversando com João Paulo Sampaio, coordenador das divisões de base do Palmeiras. Ao que tudo indica, as negociações estão avançadas. Trabalhando para assumir 90% da SAF tricolor, o projeto do grupo árabe deve chegar nas mãos de Leonardo Martínez, presidente do CD, até o final desse mês.

Grupo City já trabalhando no Bahia

Também, conforme a ESPN, o convite foi feito para Sampaio assumir o cargo de Director de Futebol do ECB, que hoje é de Eduardo Freeland. João Paulo Sampaio trabalha no alviverde desde 2015, Assim sendo, empilhou taças e talentos utilizados no time profissional. Até então, nunca havia acontecido antes na história do Palmeiras, se consolidando como um dos principais nome do país em sua função. Em janeiro de 2022, o trabalho foi coroado com o título inédito da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Apelidada também de Copinha.

Desde o principio desse mês, a ESPN Brasil, mostrou todos os detalhes e as tratativas finais entre Bahia e Grupo City. Além disso, a ideia do esquadrão em ter o City Football Group no comando da sua Sociedade Anônima do Futebol é mais uma questão de sucesso no meio futebolístico, do que de dinheiro. Também fala – se muito em mudança de nome, o clube de Salvador pode se chamar “Bahia City“. No entanto, ainda está no aguardo para que o projeto chegue para aprovação do conselho.

Por fim, feito isso, passará por uma Assembléia Geral de Sócios para ser votado pela torcida tricolor. Que assim, o Esporte Clube Bahia será efetivamente do Grupo City. Enquanto isso não acontece, os millionarios seguem ampliando seu leque de clubes. Estão conversando com o NAC Breda e o PSV, ambos da Holanda.

Foto Destaque; SE Palmeiras 

Caio Santos
Jornalista Esportivo, 23 anos, apaixonado por esportes. Na minha carreira, almejo ser comentarista de futebol e o meu maior sonho é cobrir uma Copa do Mundo.