É tudo ou nada para o tricolor gaúcho nesta quarta-feira. O Grêmio recebe o River Plate, da Argentina, às 21h45, na Arena, pelo jogo de volta da semifinal da Libertadores. Podendo chegar à sua segunda final consecutiva na competição e com expectativa de recorde de público no estádio, o imortal conta com bom retrospecto do comandante Renato Gaúcho em mata-matas com a equipe, para avançar.

Os gaúchos possuem vantagem da Brasileirão na competição em 2019, a corrida pelo tetra também significa mirar a América no próximo ano.

Talvez o que mais chame atenção no Grêmio desde 2016 seja a regularidade em casa e fora nos torneiros eliminatórios. Em 21 partidas como mandante, o aproveitamento foi de 71,4% em 21 jogos, com 13 vitórias e apenas duas derrotas.

Grêmio

Ainda em recuperação de lesão muscular sofrida na véspera do jogo na Argentina, o atacante Luan é a maior baixa da equipe para o duelo. A boa notícia é a volta de Everton, que estará no banco de reservas. O jogador é peça importante no time, tem 17 gols no ano e cinco assistências. Renato vai mexer o mínimo possível na equipe. Paulo Miranda e Bressan disputam a vaga de Kannemann, suspenso. Léo Moura deve voltar à lateral, embora Leonardo tenha agradado.

https://twitter.com/Gremio/status/1057034351626596354

Provável Grêmio: Marcelo Grohe; Leonardo (Léo Moura), Geromel, Paulo Miranda e Bruno Cortez; Maicon, Michel, Cícero, Ramiro, Alisson (Everton); Jael – Técnico: Renato Gaúcho

River Plate

Sem nenhum desfalque e com a necessidade de reverter o resultado para estar na final, Gallardo deve fazer uma mudança no ataque com a entrada de Lucas Pratto, embora Scocco também tenha chance de iniciar o jogo. No meio, Nacho Fernández provavelmente volta a ser titular – Quintero sairia da equipe nesta hipótese.

https://twitter.com/CARPoficial/status/1057010626407604225

Provável River: Armani; Montiel, Maidana, Pinola e Casco; Ponzio, Nacho Fernandez (Quintero), Palácios e Pity Martinez; Borre e Pratto (Scocco) – Técnico: Marcelo Gallardo (suspenso)

Punição

O Tribunal Disciplinar da Conmebol informou na noite desta segunda-feira uma punição ao técnico do River Plate, Marcelo Gallardo, além de multa ao clube argentino por conta de infrações no jogo de ida da semifinal, na Argentina. Com isso, o treinador não poderá comandar o time do banco de reservas na partida.

Técnico argentino está suspenso e não poderá acompanhar a semi-final do campo. Divulgação: River Plate

A punição ocorre por conta de infrações aos artigos 8 e 13.2 do Regulamento Disciplinar da Conmebol. O primeiro fala que os clubes são “responsáveis pelo comportamento de jogadores, oficiais, membros e torcedores no campo de jogo e a responsabilidade se estende a incidentes de qualquer natureza que possam ocorrer”. Já o 13.2 cita que as sanções podem ser dadas quando “os torcedores se comportam de maneira inadequada e incorreta, como pelo lançamento de objetos”. Depois da partida, a torcida do River arremessou pedras nos gremistas presentes no Monumental.

O River Plate ainda pode recorrer da punição nos próximos sete dias.

Retrospecto

Em 15 confrontos entre as equipes, o Grêmio venceu oito e perdeu outras cinco, além de dois empates. Foram 27 gols marcados pelos brasileiros contra 22 pelos argentinos. Nos últimos cinco confrontos, os brasileiros venceram todas. A última derrota do tricolor gaúcho para o River aconteceu em 1998, pela Copa Mercosul. São 20 anos sem perder para os argentinos.

Avatar
Iago Almeida
Iago de Almeida Silva. Nasci em Seritinga, interior de Minas Gerais, e moro em Varginha, também em Minas. 26 anos. Formado em Jornalismo pelo Centro Universitário do Sul de Minas - UNIS. Quando pequeno, queria aparecer em câmeras; na faculdade, conheci as áreas que envolvem a profissão escolhida; formado, não recuso e não tenho medo de desafios; e, acima de tudo, amo as palavras e o amplo conhecimento por trás delas. Uma frase que me motiva: "O futuro não se encaixa nos contentores do passado" - Rishad Tobaccowala".

Artigos Relacionados