Grêmio perde, recebe vaia e só vitória interessa na Argentina

Na Arena Grêmio para mais de 34 mil torcedores, o Grêmio jogou mal, perdeu e complicou sua vida na Taça Libertadores da América. Com gol tomado em erro da defesa, a equipe na próxima semana, na Argentina, precisa vencer de pelo menos dois gols de diferença para avançar ás quartas de finais.

Com o time titular, a equipe gremista começou o jogo mostrando o que iria apresentar em campo. Foram diversos erros de passes logo nos cinco minutos da partida. O Rosário Central fez sua marcação alta habitual e com muita pressão, conseguindo roubar bolas importantes.

A velocidade das trocas de passes dos argentinos envolveu os tricolores, criando a chance do gol em chegada atrasada de Walace que cometeu falta em Marco Rubén. O mesmo de 29 anos, um dos destaques do Rosário, recebeu um chutão de Salazar, viu a defesa gaúcha não tirar a bola direito e marcou de esquerda abrindo o placar e fazendo o único gol do jogo.

Logo após o gol, o Grêmio pareceu acordar, como um lutador que precisa tomar um soco para entender que está no ringue. Foi pra cima, mas errava sempre nos últimos passes. O toque final, que faz toda a diferença, não chegava ao ataque. Méritos da defesa do time argentino que estudou muito bem o Tricolor antes de enfrenta-lo. A resposta do gol,só apareceu aos 41 minutos do primeiro tempo, com Bolaños, na frente do gol depois de cruzamento de Douglas e da bola resvalar em Fred. Na pequena área o equadorenho chutou chutou muito pra cima, lance que perdendo em casa, tem que fazer.

Para o segundo tempo, não houve mudanças, nem nos times e nem na forma de jogar. A torcida, que já não cantava como no início, agora já se preocupava no que poderia ser feito para ter um empate. Nos 10 minutos do segundo tempo, Grêmio voltou a não acertar os passes, e nem concluir os lances. Já o Rosário, controlava a posse de bola e buscava deixar o tempo correr. Aos 12 minutos, em troca de passes – lembrando um tic-tac catalão – Salazar cruzou para Fernández, que o zagueiro Fred salvou o que seria o segundo gol do Central.

O Rosário, vendo como o jogo caminhava, aproveitou para diminuir a intensidade, pois vinheram de um clássico, no último domingo, contra o Newells Old Boys. Favorecendo ao rival, os jogadores gremistas faziam muita falta, que Salazar, batedor de muitas, não tinha pressa nenhuma para cobrar.

O goleiro Sosa, que não apareceia por causa da falta de ataque do Imortal, resolveu aparecer para às câmeras com uma forte dor de caimbras, segurando a partida em bastante tempo. Sobre o trabalho dele de goleiro, só atuou após os 30 minutos da etapa final, em cruzamento sem grandes perigo. Os chuveirinhos foram constantes, junto com os escanteios. Eram as formas do Grêmio chegar ao ataque.

A torcida ao final do jogo, sentia que tudo seria decidido, em ritmo de tango, ali do lado, na Argentina. Terminando o jogo, vaiou em alto e bom som, e os jogadores arragaram-se as bolinhas de um rosário, acreditando na classificação na próxima semana, no estádio Gigante de Arroyito.

Avatar

Sobre Alain Petterson

Alain Petterson já escreveu 50 posts nesse site..

Alain Gonzaga é Paulista de São José dos campos, 27 anos, estudou Direito mas por amar o futebol e os esportes preferiu ir para Jornalismo para ficar mais perto daquilo do que gosta de falar. Está no jornalismo a 3 anos na “divisão de base” da carreira, buscando uma vaga no profissional.

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Alain Petterson
Alain Gonzaga é Paulista de São José dos campos, 27 anos, estudou Direito mas por amar o futebol e os esportes preferiu ir para Jornalismo para ficar mais perto daquilo do que gosta de falar. Está no jornalismo a 3 anos na “divisão de base” da carreira, buscando uma vaga no profissional.

    Artigos Relacionados

    Topo