Antes de mais nada, na tarde dessa terça-feira (6), o Goiás Esporte Clube decidiu encerrar o projeto do time de futebol feminino. Segundo apuração do repórter André Rodrigues, da Rádio Sagres, o encerramento se dá devido a redução de despesas financeiras e falta de investimento. Sendo assim, a equipe deve permanecer até junho deste ano, que é quando encerra o contrato das atletas.

Devido a dificuldades financeiras, o Goiás Esporte Clube decidiu encerrar o projeto do time de futebol feminino.
Foto: Divulgação/Goiás E.C.

Em suma, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) obriga os clubes a terem um time de futebol feminino. Entretanto, essa regra é válida apenas para equipes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro. Contudo, após o rebaixamento do Esmeraldino para Série B, o clube optou pelo encerramento do departamento feminino. O time seguirá se dedicando e investindo apenas no futebol masculino.

Além disso, o clube, em 2020, encerrou sua parceria com a Universidade Salgado de Oliveira (Universo). Dessa forma, isso também dificultou que o time pudesse continuar com o time feminino.

Sendo assim, quem deve ocupar a vaga deixada pelo Goiás é a equipe do Aliança. A indicação foi dada pela Federação Goiana de Futebol (FGF), pela equipe ter ter sido vice-campeã goiana em 2019. Assim, em razão da pandemia, em 2020 não aconteceu o Campeonato Goiano de Futebol Feminino.

Foto destaque: Reprodução/Goiás

Avatar
Emilena Gonçalves
Prazer, Emilena Gonçalves! Estudante de jornalismo, gaúcha, gremista, Neymarzete e amante do futebol. Me apaixonei pelo futebol na copa de 2002 e por crescer em uma família que só acompanhava Copa do Mundo, precisei começar a frequentar os estádios sozinha, aos 14 anos. A vontade de fazer jornalismo começou aos 12 anos, e nada melhor do que unir duas paixões.

Deixe uma resposta