Goiás e Guarani amargam empate e Fortaleza bate o Figueirense fora de casa

- Equipe tricolor segue na liderança; enquanto o Esmeraldino continua sem vencer

Confira o que rolou na rodada da Série B dessa sexta:

Goiás 1 x 1 Guarani

Na última sexta-feira (18), em jogo truncado, no Serra Dourada, Goiás e Guarani amargaram um empate com gosto de derrota para ambos os times, por incrível que pareça. O Esmeraldino continua sem vencer na Série B, enquanto o Bugre tinha a vitória nas mãos, mas cedeu o empate no final do jogo.

1º Tempo

A primeira etapa foi caracterizada por diversas faltas e erros de passes. A pressão extra campo parece ter afetado ainda mais o esquema das duas equipes. Os goleiros agradeceram, afinal, nem foi preciso sujar a roupa. Em um dos raros lances de perigo, aos 17 minutos, o atacante esmeraldino Carlos Eduardo partiu para cima e entortou o marcador, em seguida cruzou na medida para Tiago Luis, que desviou por cima do travessão. Quase gol do Goiás!

O Bugre respondeu logo depois. Aos 22 minutos, após uma cobrança curta de falta, a bola sobrou para Rondinelly que cortou para dentro se livrando do marcador e enfiou um balaço em direção ao gol. A bola passou perto da trave esquerda, assustando o goleiro Marcelo Rangel.

O jogo continuou sem muita emoção. É verdade que a torcida do Goiás não compareceu em bom número, mas os que estavam presentes no estádio não aprovaram a atuação do time. Muitas vaias na saída da equipe ao final do primeiro tempo.

Goiás x Guarani (Reprodução: Rosiron Rodrigues/Goiás)

2º Tempo

Mais emoção. A falta de técnica acabou sendo compensada pela disposição por parte dos jogadores. Pressionado por um resultado positivo e jogando em casa, o Goiás se lançou mais ao ataque, foi conquistando espaço em campo e chegou perto de marcar com Felipe Garcia, que desequilibrado não conseguiu bater como queria. Em erro da zaga do Guarani, aos 20 minutos, a bola sobrou para Carlos Eduardo que cruzou para Felipe, antes de chegar no atacante, a bola desviou e atrapalhou a conclusão que saiu por cima do gol.

Em seguida, aos 29 minutos, Carlos Eduardo deu um belo drible em Marcílio, e chutou de trivela de fora da área. A bola passou à direita de Marcelo Rangel. Seria um golaço. Na estreia de Renato Cajá e Gedoz, o destaque pelo lado esmeraldino foi mesmo o jovem Carlos Eduardo.

Quem não faz, leva. Aos 34 minutos, o Guarani chegou e foi fatal. Em confusão na área, a bola sobrou para Anselmo Ramon, que tabelou com Bruno Nazário e bateu no cantinho rasteiro, sem chances para o goleiro. Anselmo não teve tempo nem de comemorar, no lance do gol sentiu o joelho e precisou ser atendido.

(Reprodução: Rosiron Rodrigues/Goiás)

O Goiás foi para cima. Aos 36 minutos, a bola sobrou para o estreante Gedoz que dominou no peito e soltou uma bomba para a bela defesa do goleiro Brígido, evitando o empate. O tempo passava, o gol não saía e a paciência da torcida já havia chegado ao limite. Até que aos 47 minutos, Giovanni acertou um cruzamento perfeito e Madison com um cabeceio certeiro, livre de marcação, deixa tudo igual. Um bonito gol! O jogo acabou assim.

O ponto conquistado não alterou a situação dos times na tabela. O Goiás continua na incômoda zona de rebaixamento, agora com dois pontos; já o Guarani perdeu a chance de se aproximar dos primeiros colocados, com sete pontos, o Bugre continua no meio da tabela.

As duas equipes voltam a campo no dia 26. O Goiás terá pela frente o Boa Esporte, no Serra Dourada, às 16h30, enquanto o Bugre reencontra a torcida no Brinco de Ouro contra o CRB, às 21h.

Figueirense 1 x 3 Fortaleza

Tricolor confirma a ótima fase e vence fora de casa

Fortaleza segue na liderança; enquanto o Figueira liga sinal de alerta após terceira derrota seguida

Em noite fria e chuvosa em Santa Catarina, Figueirense e Fortaleza fizeram um jogo eletrizante pela 6ª rodada da Segundona. Os donos da casa abriram o placar logo no início, mas não seguraram a vantagem por muito tempo. O tricolor empatou logo depois, e conseguiu a virada, fechando o jogo em 3 x 1.

1º Tempo

A partida começou a mil por hora! Logo aos 2 minutos, o atacante Dodô assustou com um chute de fora da área. Denis tentou segurar a bola, mas acabou soltando, e a zaga afastou para a linha de fundo. Apesar da chance do Leão, quem saiu na frente foram os donos da casa. Aos 7 minutos, Gustavo Ferrrareis aproveitou a sobra de bola, depois de uma dividida, e não perdoou. O meia dominou e guardou no fundo das redes.

A vantagem não durou por muito tempo. O Fortaleza respondeu no minuto seguinte com o Gustagol. Em jogada feita por Edinho, a bola sobrou para o atacante que finalizou para a defesa de Denis. A bola foi para escanteio. Na cobrança, a bola foi disputada na área e sobrou para Edinho que, aos trancos e barrancos, tentou levar a bola e acabou deixando para Bruno Melo que mandou para o gol.

(Reprodução: FERNANDO REMOR/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO)

A pressão continuava. O Tricolor de Aço não se intimidou por jogar longe de seus domínios. Aos 17 minutos, Edinho avançou e foi feliz na conclusão, um belo chute de fora da área, balançando as redes novamente. O goleiro Denis ainda tocou na bola, mas não o suficiente para evitar o gol.

O jogo seguiu animado, com chances para as duas equipes. Mas o primeiro tempo acabou assim.

2ª Tempo

O time da casa voltou do intervalo mais agressivo. Empurrado pela torcida, foi para cima e até conseguiu encontrar espaços no campo para trabalhar as jogadas. O esquema não estava sendo efetivo no ataque, mas pelo menos estava servindo para diminuir os perigos de ataque do Fortaleza. Aos 15 minutos, o Figueira quase empatou. Após cruzamento de Ferrareis, a bola passou por André Luis e Pereira, que se jogaram, mas não alcançaram para marcar.

FIG X FOR (Reprodução: Leo Munhoz / Diário Catarinense)

O Tricolor estava se segurando bem. Mostrando que não é líder por acaso. Aos 26 minutos, Gustagol fez jus ao nome e ampliou o placar. Em rebote do goleiro Denis, o artilheiro não desperdiçou e deixou sua marca na partida. Os donos da casa sentiram o gol, com isso a partida esfriou um pouco. Como forma de protesto, era possível escutar alguns gritos de olé, enquanto a equipe do Fortaleza trocava passes e controlava o jogo com inteligência.

A partida terminou assim. Figueirense 1 x 3 Fortaleza. Com esse resultado, o Fortaleza se isolou na liderança do campeonato. O Figueirense amargou a terceira derrota seguida e parou na 7ª posição.

Os dois times voltam a entrar em campo na próxima terça-feira (22). O Figueirense viaja até Maceió, onde enfrenta o CSA, às 19h15 no Estádio Rei Pelé. Enquanto o Fortaleza recebe o Criciúma, às 21h30, na Arena Castelão.

 

David Cardoso

Sobre David Cardoso

David Cardoso já escreveu 19 posts nesse site..

Meu nome é David Cardoso, alagoano de 26 anos. Sou Jornalista, graduado pela Universidade Federal de Alagoas. Como jornalista, sou apaixonado pela escrita; como brasileiro, apaixonado por futebol. A história com o futebol já vem de berço: um time para torcer e uma bagagem repleta de histórias emocionantes pelas partidas que o acompanhei. Vitórias, alegrias, derrotas e decepções. Porém, escrever sobre futebol é diferente. É necessário trocar o clubismo pela imparcialidade. Trocar a emoção de torcedor pela razão do profissional. Um verdadeiro desafio. Um desafio fascinante que revela que mesmo na rivalidade, todos nós, torcedores, temos algo que nos une: a paixão pelo futebol.

BetWarrior


Poliesportiva


David Cardoso
David Cardoso
Meu nome é David Cardoso, alagoano de 26 anos. Sou Jornalista, graduado pela Universidade Federal de Alagoas. Como jornalista, sou apaixonado pela escrita; como brasileiro, apaixonado por futebol. A história com o futebol já vem de berço: um time para torcer e uma bagagem repleta de histórias emocionantes pelas partidas que o acompanhei. Vitórias, alegrias, derrotas e decepções. Porém, escrever sobre futebol é diferente. É necessário trocar o clubismo pela imparcialidade. Trocar a emoção de torcedor pela razão do profissional. Um verdadeiro desafio. Um desafio fascinante que revela que mesmo na rivalidade, todos nós, torcedores, temos algo que nos une: a paixão pelo futebol.

    Artigos Relacionados

    Topo