Giorgio Chiellini afirmou que não guardar rancor de Suárez: “Ele e eu somos iguais”

O defensor Giorgio Chiellini está lançando um biografia que tem dado o que falar. Dessa forma, tem alfinetado e relembrado histórias com diversos jogadores. Assim, não poderia de citar um dos episódios mais marcantes de sua carreira: a famosa mordida que tomou de Luis Suárez na Copa do Mundo de 2014. Ele reforçou que não guardar rancor, e que se assemelha muito com o Uruguaio.

“Ele e eu somos iguais e gosto de enfrentar atacantes como ele. O chamei depois de uns dias, mas não havia necessidade de desculpas” afirmou na sua biografia.

Também  sou um grande filho da p… no campo e estou orgulhoso dele. A malícia é parte do futebol. Para vencer um rival, tem que ser inteligente” declarou Chiellini

A mordida aconteceu no Mundial de 2014, na derrota da Itália para o Uruguai por 1 x 0, no último jogo da fase de grupos. Posteriormente, o uruguaio foi suspenso do futebol por quatro meses. Contudo, depois do episódio ambos se enfrentaram em duas ocasiões pela Champions League, entre Juventus e Barcelona.

Admiro sua malícia. Se a perde, seria um atacante normal. Não aconteceu nada de estranho na Copa do Mundo de 2014. Marquei Cavani na maior parte do jogo, outro jogador complicado de marcar e contra quem não perdemos nada. De repente, me dei conta que tinham me mordido no ombro. Simplesmente aconteceu, mas essa é a sua estratégia de contato na luta de corpo a corpo, e posso dizer que também é a minha” – declarou Giorgio Chiellini, ao falar do lance da mordida

Foto Destaque: Reprodução/Getty Images

Gilvan Rodrigues
Gilvan Junior, 20 anos, natural de Feira de Santana, estudante de jornalismo pela FAT. Desde pequeno, meu principal assunto era o esporte. Sempre acompanhado programas, sites, etc. Decidir, partir pra área que me dará a oportunidade de viver daquilo que mais amo. O futebol.
Você está aqui
Futebol Na Veia > Destaques > Giorgio Chiellini afirmou que não guardar rancor de Suárez: “Ele e eu somos iguais”

Artigos Relacionados