De Gea

Devido ás continuas falhas de De Gea, a imprensa europeia e ex-jogadores, não polpam o goleiro do United das críticas. Desta vez o ídolo dos Reds Devils, Gary Neville, falou em seu programa de podcast que o espanhol perdeu confiança e que não vive bom momento desde a Copa do Mundo de 2018. O ex-lateral ainda afirmou que o jogador não está em sua melhor forma mental.

“Era o único que se podia confiar nos últimos quatro anos, mas não é o mesmo. Quando sua forma cai em seis meses, é um problema, mas se segue durante um ano, é preocupante. Quando passa de dois anos, é permanente. De Gea está cometendo muitos erros. No Mundial de 2018, foi mal e duvidou de si mesmo. Mentalmente não é o mesmo”

A fala de Neville veio após o jogo do . Onde, na partida, De Gea falhou e cedeu o gol ao adversário. No entanto, o ex-jogador ainda concluiu: “Erros como esse podem acontecer no primeiro jogo de volta, mas estão acontecendo demais nos últimos anos”. Contudo, explicou também que o goleiro deveria voltar a treinar o “básico”, para retomar sua boa forma. 

Seu mais recente erro no norte de Londres provocou a ira do ex-capitão do United, Roy Keane, que o chamou de “superestimado”. No entanto, o goleiro foi defendido por , que respondeu aos comentários de Keane alegando que a bola havia mudado de direção antes de chegar a De Gea, e também elogiou o espanhol por fazer uma boa defesa na bola de Son, logo depois.

https://www.instagram.com/p/CBnoZ5VIt9l/?utm_source=ig_web_copy_link

DE GEA E SEU AUGE PROMISSOR

De Gea chegou o Manchester United em 2011, após boa temporada no Atlético de Madrid. Desde então, o goleiro foi escolhido como jogador da temporada pelo Reds Devils em quatro oportunidades. Além de ganhar o prêmio de melhor guarda-redes da Premier League, na temporada 2017-18. No atual campeonato, o espanhol tem 30 partidas e 31 gols sofridos.

 Foto destaque: Divulgação / Manchester United

Luiz Felipe Santos
Olá, meu nome é Luiz Felipe, tenho 19 anos de idade, que foram de total amor a tudo que era relacionado a esportes, principalmente o futebol. Atualmente sou estudante de jornalismo pela UFAL. Como todo (ou quase todo) brasileiro, sonhava em ser jogador de futebol, ao ver que isso não seria mais possível, escolhi algo que me colocasse o mais perto possível desse esporte. Hoje meu dever é tratar com ética e responsabilidade as informações que permeiam o mundo dos esportes.

Artigos Relacionados