Neste domingo (19), o presidente do Famalicão, Miguel Ribeiro foi associado ao Porto, para ser o novo diretor-geral dos Dragões. Além disso, o CD Aves suspendeu os treinos deste domingo, colocando em risco todo o protocolo Covid-19. Por fim, a equipe do Tondela se manifestou sobre este caso.

Leia mais:

RESUMO DO FUTEBOL PORTUGUÊS

CD Aves suspende os treinos por falta de dinheiro e pode atrapalhar o protocolo Covid-19

Estamos no meio da 33ª rodada da Liga NOS, porém o Aves acabou tendo um problema que resultou na suspensão dos seus treinos neste domingo. De acordo com o acionista Estrela Costa, o clube Avense não possui verba para o seguro de acidente no trabalho, algo que impede o time ir enfrentar o Benfica na próxima terça-feira (21).

“Temos a apólice de seguros anulada. A lei é clara: não conseguimos fazer jogos nem treinar sem uma apólice de seguros de acidentes de trabalho válida. A SAD esteve a fazer esforços para ultrapassar esta situação, mas hoje, por volta da hora de almoço, pedimos para serem cancelados os treinos. No dia 17 de julho de 2020, através dos Seguros Caravela, fomos notificados no sentido de nos informarem que a apólice estaria anulada”, começou por dizer Estrela Costa, em declarações à Sport TV.

Apesar disso, em carta as autoridades, os jogadores e comissão técnica pediram a liberação para jogar as duas partidas finais.

“Treinadores e jogadores apelam às autoridades para que intervenham de forma determinada e célere – apurando todas as responsabilidades e retirando daí as necessárias consequências – e criem condições para que no futuro mais nenhum profissional tenha de viver este tipo de situação”, em comunicado.

O CD Aves está em último com apenas 17 pontos, com a falta do treino neste domingo, acaba ocorrendo uma quebra do protocolo contra o Covid-19, o possível não rastreio de atletas infectados.

Tondela reage a suspensão dos treinos do Aves

Com toda a confusão que o CD Aves se encontra, o clube decidiu não atuar nas duas rodadas finais, contudo, o Tondela emitiu um comunicado reagindo a decisão. Alguns pontos como desprestigio da Liga foram escritos no texto.

“Consideramos que a Liga NOS já está desvirtuada e a verdade desportiva adulterada, a partir do momento em que um clube reconhece publicamente que não tem meios para competir em igualdade de circunstâncias e pretende abandonar a competição.” Além disso, o clube da cidade de Tondela disse que se sente prejudicado.

“Lamentamos profundamente que o CD Tondela se veja prejudicado nesta fase decisiva da temporada.”

Leia o comunicado na íntegra, clique aqui.

A equipe comanda por Natxo Gonzalez está em 15º lugar, empatado em 30 pontos com Portimonense e Vitória de Setúbal. Todos estão buscando escapar da 2ª divisão. Ainda mais, que na última rodada, o CD Aves enfrentaria a equipe de Portimão, caso não ocorra a partida, o clube pode ficar com os três pontos finais, sendo uma vantagem para se salvar da zona da degola.

Miguel Ribeiro deve trocar o Famalicão pelo Porto

O Famalicão vem se destacando na Primeira Liga 2019/2020. Entretanto, não é apenas os atletas que vem chamando atenção. Segundo o portal Maisfutebol, o atual presidente dos famalicenses, Miguel Ribeiro será o novo diretor-geral do Porto para próxima temporada.  De acordo com o site português, já existe um acordo, onde o mandatário, substituiria o Luís Gonçalves, que irá subir na hierarquia dos Dragões.

Miguel Ribeiro trocando Famalicão pelo Porto
Foto: Reprodução/José Gageiro / Movephoto

Amigo de Jorge Mendes e com ótimos trabalhos pelo Rio Ave e Famalicão, Miguel vem chamando atenção pelo fato de saber gerir jovens promessas, valorizar ativos do clube e ter uma metodologia moderna para busca de novos treinadores.

Foto destaque:Reprodução/Ivan Del Val/Global Imagens

Vinicius Mota
Olá, me chamo Vinícius Mota, paulista de 21 anos e curso jornalismo na UnicSul. Busco falar sobre futebol de maneira leve e lúdica. Torcedor do São Paulo, Arsenal e Real Madrid. Amante do futebol moderno e fã de opiniões impopulares. 3 x 0 não é goleada.

Artigos Relacionados