Futebol Inglês: Premier League não vai parar, Federação Uruguaia acusa dirigentes ingleses de discriminação, e Marcos Rojo desperta do Boca Juniors

- Confira destaques do futebol inglês nesta terça-feira (5)
futebol

O Futebol Inglês teve um dia bastante movimentado, com acontecimentos que vão desde o prosseguimento do Campeonato Inglês, acusação contra a Federação Inglesa, até negociações entre clubes e jogadores. Assim, mesmo com o lockdown decretado na Inglaterra, a Premier League continuará. Além disso, atletas uruguaios, em resposta à suspensão de Cavani, acusam FA de discriminação. Por fim, Marcos Rojo deve deixar o Manchester United e ir para o Boca Juniors. Confira estes e outros destaques da Inglaterra:

GOVERNO INGLÊS ANUNCIA LOCKDOWN, MAS PREMIER LEAGUE NÃO SERÁ PARALISADA

Nesta segunda-feira (4), o primeiro ministro da Inglaterra, Boris Johnson, decretou lockdown no país. Porém, a Premier League não vai parar. Contudo, sofrerá alterações, já que não será permitido público nos estádios. Além disso, os clubes não poderão realizar atividades em seus centros de treinamento. Dessa maneira, a Federação Inglesa anunciou a paralisação dos campeonatos de divisões inferiores à terceira divisão. Então, os jogos serão adiados e não há previsão para a retomada. A saber, a Championship também continuará.

APÓS PUNIÇÃO A CAVANI, ATLETAS URUGUAIOS ACUSAM FEDERAÇÃO INGLESA DE DISCRIMINAÇÃO

A Associação de Futebolistas Uruguaios acusou, nesta segunda-feira (4), a Federação Inglesa de discriminação, após os dirigentes ingleses penalizarem Edison Cavani sob acusação de racismo. A alegação ocorreu depois do jogador responder um comentário de um amigo no Instagram, com a frase “Gracias, negrito”.

Ainda mais, a punição foi a suspensão de Cavani por três jogos e uma multa de 100 mil libras. Os uruguaios alegam que o atleta nunca cometeu um ato racista no futebol. Ao contrário, usou uma forma de expressão para se referir carinhosamente a um amigo. A saber, o Manchester United também o defendeu, dizendo que o termo tem uma conotação diferente na América do Sul.

KLOPP RECLAMA: “MANCHESTER UNITED TEVE EM DOIS ANOS MAIS PÊNALTIS DO QUE EU EM CINCO E MEIO”

Depois da derrota do Liverpool para o Southampton, por 1 x 0, na Premier League, Jürgen Klopp protestou a respeito da arbitragem. O técnico reclamou, principalmente, das faltas que Sadio Mané alega ter sofrido, e o árbitro teria ignorado. Porém, Klopp usou também como argumento a diferença da quantidade de pênaltis entre sua equipe e o Manchester United. A alegação dele procede, já que desde 2015/16, os Reds marcaram 30 penais no futebol, enquanto o rival sofreu 32. A saber, o United se tornou líder dessa penalidade nas duas últimas temporadas, e é vice-líder na atual.

RALPH HASENHÜTTL BRINCA SOBRE CHORO APÓS VITÓRIA SOBRE O LIVERPOOL: “FOI O VENTO”

Após vencerem o Liverpool por 1 x 0, o técnico do Southampton, Ralph Hasenhüttl, se emocionou. Alegando que, ao ver a luta dos jogadores, ficou orgulhoso. Ainda mais, para Hasenhüttl, para vencer o rival era necessário um futebol com “jogo perfeito”, e a partida tinha sido tão intensa que seus atletas estavam exaustos.

Além disso, disse que a chave para o triunfo foi a mentalidade vencedora. Dessa maneira, questionado pela BBC, ele ironizou a falar que “ficou com lágrimas nos olhos por causa do vento”.

ÍDOLO DO UNITED, FERDINAND ADMITE QUE CHEGOU A JOGAR BÊBADO

Rio Ferdinand, que fez uma brilhante trajetória no Manchester United, confessou ter disputado uma partida bêbado. O defensor explicou que, na época, tinha 17 anos e jogava pelo West Ham. Dessa maneira, como não tinha sido escalado, foi até um bar e ingeriu três doses de conhaque. Contudo, após imprevisto com Paulo Futre, convocaram o atleta.

Ele chegou a ser questionado se estava bem, mas mentiu dizendo que sim. O jogador ficou no banco de reservas torcendo para que não o chamassem, mas chegou a disputar 15 minutos do jogo. O confronto terminou em uma derrota de 2 x 0 do time, mas o placar já era esse quando ele entrou em campo.

ARSENAL ACERTA EMPRÉSTIMO DE SALIBA AO NICE

Arsenal e Nice acertaram o empréstimo do jogador William Saliba até o final da temporada. O zagueiro se juntou aos Gunners depois de um bom início de carreira no Saint-Etienne, mas ainda não teve chance de atuar como profissional na Inglaterra. O diretor-técnico do time, Edu Gaspar, ressaltou o talento e potencial do jogador, mas lembrou que ele é muito novo e tem muito caminho pela frente.

https://twitter.com/ogcnice/status/1346185536181067779

MARCOS ROJO PODE DEIXAR O UNITED PARA SE JUNTAR AO BOCA

Marcos Rojo, atualmente no Manchester United, está em negociações com o Boca Juniors. O zagueiro, que se encontra encostado no United, teve sua última partida oficial em outubro, pelo sub-23. Além disso, recentemente, retornou de um empréstimo decepcionante para o Estudiantes, onde só jogou uma vez. Representantes do jogador se reuniram com o Boca, e a transferência pode acontecer agora ou no meio do ano, quando encerra o seu contrato.

PHIL JONES, DO UNITED, INTERESSA AO BURNLEY

Phil Jones, que joga pelo Manchester United, despertou o interesse do Burnley. Contudo, o jogador não disputou essa temporada por uma lesão no joelho. Acostumado com contratações modestas, Sean Dyche conta com a venda de James Tarkowski para conseguir as 120 mil libras que o jogador exige. Além disso, a diretoria prometeu aumentar o orçamento do clube, o que o técnico está aproveitando. Jones será um grande reforço para o time.

ERIKSEN ENTRA NA MIRA DO WOLVERHAMPTON, DIZ JORNAL

Mais um jogador pode chegar ao futebol inglês! O Wolverhampton demonstrou interesse em Christian Eriksen. O jogador, atualmente na Inter de Milão, chegou ao time em janeiro do ano passado, porém não apresentou um bom desempenho. Ainda mais, não faz parte dos planos do técnico Antonio Conte, e a equipe deseja vendê-lo. Os Wolves entraram em contato com os representantes do atleta. A saber, das 38 partidas que disputou pelo time italiano, Eriksen ficou na reserva na maioria das vezes, onde marcou apenas quatro gols.

Foto destaque: Divulgação/Premier League

BetWarrior


Poliesportiva


Mayara Ferreira
Mayara Ferreira
Eu escolhi o jornalismo porque sempre amei me comunicar, quando era criança brincava que era apresentadora de um programa. Já realizei vários projetos discentes na minha faculdade como revista, jornal, podcast, blog e atualmente estou desenvolvendo um telejornal junto ao meu grupo.

    Artigos Relacionados

    Deixe uma resposta

    Topo