Futebol contado por papeis e atitudes

Conhecer o mundo do futebol e passar por momentos históricos desde a chegada da primeira bola, através de recortes de jornais, revistas, cartazes e embalagens, saber quem era o massagista das seleções e entender mais sobre a luta das mulheres para praticar o esporte do povo, tudo com apenas um clique, o Museu do Futebol tem quatro exposições virtuais para quem tem curiosidade ou não tempo de ir pessoalmente ou está fora de São Paulo.

A exposição O Jogo e o Povo mostram o período da chegada do paulista Charles Miller (descendente de ingleses) com a bola e o livro de regras do Football Association, em 1863. De 1863 a 1931, a história do futebol se misturou com a de muitos brasileiros e imigrantes. Não importava a classe social todos queriam futebol (football). Futebol de Papel – A Paixão Pelo Futebol em Relíquias de Papel é a história do futebol registrada em jornais, revistas, álbuns, figurinhas, ingressos etc. As embalagens ganhavam os escudos dos times, suas mascotes e até um pequeno perfil dos jogadores e registros únicos do Nosso Jornal – que era escrito a próprio punho – e autógrafos.

Outra exposição é a do Massagista das Seleções, Mario Américo foi o massagista da seleção brasileira de 1950 a 1974 e passou pelos clubes cariocas Madureira Esporte Clube, Clube de Regatas Vasco da Gama e na Associação Portuguesa de Desportos, em São Paulo. Com um currículo diversificado Mario Américo foi músico, boxeador e ator. E, por fim, a exposição Visibilidade Para o Futebol Feminino que traz detalhes da participação da mulher no desenvolvimento do esporte no Brasil.

A mostra lembra das mulheres que lutaram pelo direito de jogar e como foi o processo de proibição dos jogos femininos até o surgimento das narradoras esportivas até os dias atuais. Uma trajetória que ainda precisa da atenção de todos. Para conhecer as exposições http://www.museudofutebol.org.br/exposicao/virtuais/

Maria Angélica Andrade

Sobre Maria Angélica Andrade

Maria Angélica Andrade já escreveu 73 posts nesse site..

Sou Maria Angélica Andrade, moro em São Paulo, tenho 27 anos. Faço Jornalismo e amo esportes em especial futebol. Escrever sobre um esporte tão querido pelos brasileiros é motivo de orgulho e muita responsabilidade.

BetWarrior


Poliesportiva


Maria Angélica Andrade
Maria Angélica Andrade
Sou Maria Angélica Andrade, moro em São Paulo, tenho 27 anos. Faço Jornalismo e amo esportes em especial futebol. Escrever sobre um esporte tão querido pelos brasileiros é motivo de orgulho e muita responsabilidade.

    Artigos Relacionados

    Topo