Futebol Argentino: Torrico manda recado à torcida do San Lorenzo, e Maurício Cuero afirma ter sido vítima de racismo

Primeiramente, confira as últimas notícias do Futebol Argentino. A saber, Torrico, goleiro do San Lorenzo completou oito anos no clube e mandou recado à torcida. Ao passo que, jornal argentino afirma desavenças entre técnico do Racing e jogadores. Além disso, Boca Juniors tem interesse em lateral, e Maurício Cuero afirma ter sido vítima de racismo na partida contra o Argentinos Juniors.

TORRICO MANDA RECADO À TORCIDA DO SAN LORENZO, E COMEMORA 8 ANOS NA EQUIPE

Anteriormente, o San Lorenzo disputou a 11ª rodada do Campeonato Argentino contra o River Plate. Ao fim da disputa, o Ciclón conquistou os três pontos após um resultado de 2 x 1. O goleiro Sebastián Torrico teve uma ótima atuação e foi um dos principais destaques na disputa.

O goleiro de 41 anos completou oito anos no clube. Em 2014, conquistou a Copa Libertadores sendo uma figura importante nos confrontos e, em 2016, a Super Taça Argentina.

Nestes oito anos que estou no clube, estou muito grato pelo amor eles me deram, desde o primeiro dia que tive que chegar. Lembro-me do primeiro jogo, que foi na quadra do Platense contra o Morón e muito tempo se passou. Espero poder continuar no clube por mais um tempo e grato por todo o amor que me dão”, Torrico informou em uma conversa com o TyC Sports.

JORNAL ARGENTINO AFIRMA QUE TÉCNICO DO RACING TEVE DESAVENÇAS COM OS JOGADORES APÓS EMPATE PELA LIBERTADORES

A princípio, na última quarta-feira (21), o Racing enfrentou o Rentistas pela fase de grupos da Libertadores. Dessa forma, a partida terminou em um empate de  1 x 1. Após isso, Juan Antonio Pizzi, técnico da equipe, teria tido desavenças com os jogadores.

Apesar de bons resultados no Campeonato Argentino, o empate não agradou Pizzi, que teria ficado furioso e entrou no  vestiário exigindo empenho, atitude e vontade maior do que à que estavam em campo.

A equipe da Academia ocupa o 2º lugar na tabela do Grupo E da fase de grupos da Libertadores. A próxima partida é contra o Sporting Cristal, nesta quinta-feira (29).

BOCA JUNIORS TEM INTERESSE EM LATERAL DO ARGENTINOS JUNIORS

Pensando nos reforços quando o mercado de transferências estiver aberto, o Boca Juniors já procura por um lateral-esquerdo. Assim, um nome bastante citados nas últimas horas foi o de Elías Gómez, jogador do Argentinos Juniors. 

A intenção da contratação é de que o argentino possa jogar em uma linha de três, em conjunto com Marco Rojo, também lateral-esquerdo. Dessa forma, Elías Gómez é um nome que os argentinos querem trabalhar para ter no time.

O time do jogador afirmou que, até o momento, os Xeneizes ainda não os procuraram para falar sobre uma transferência. Além disso, deixaram claro que Gómez não está à venda. A ideia do Argentinos Juniors é manter o argentino na equipe até pelo menos o final do ano.

MAURÍCIO CUERO AFIRMA TER SIDO VÍTIMA DE RACISMO E ZAGUEIRO DO ARGENTINOS JUNIORS NEGA

Ao propósito, na partida do último sábado (24) entre Banfield x Argentinos Juniors terminou em um empate de 1 x 1. Próximo ao fim da disputa, Maurício Cuero foi expulso após cuspir em Miguel Torrén. Após o ocorrido, o colombiano se defendeu em suas redes sociais.

“Quero esclarecer o que aconteceu hoje no jogo. Minha intenção nunca foi cuspir no rival, depois de ter recebido insultos discriminatórios só queria dizer a ele que não havia necessidade de me insultar daquele jeito, naquele momento cuspi no chão para um lado. […] Conheço o tipo de pessoa que sou e com os valores que fui criado, por isso fico calmo e com a consciência tranquila”Maurício Cuero publicou na sua conta do Twitter.

No entanto, o zagueiro do Argentinos Juniors se pronunciou e negou a acusação. Ele afirmou estar com muita raiva e desamparo após ver as redes sociais, e não acredita no que foi dito.

“Eles querem vitimar quando tudo está em imagens e na visão de todos o ato que ele teve comigo. Dissemos coisas um ao outro, nos sacudimos, mas em nenhum momento tive atitudes de discriminação. Ele diz que não tinha intenção de cuspir no rival, mas cuspiu”, continuou:

“Isso me dá muita raiva por causa do contexto que estamos vivenciando no nível social e global com toda a questão do vírus. […] a gente sabe como acontecem as infecções, em não compartilhar as coisas e a saliva”.

Além disso, o jogador informou que não vai iniciar nenhum tipo de ação judicial contra Cuero, pois são coisas que ficam no campo. Por fim, voltou a falar que todos viram a reação do colombiano, que ele não fez descriminação. Disse que tem colegas do mesmo tom de pele e fica com raiva quando falam de racismo.

Foto destaque: Destaque/SportsCenter

Avatar
Joana Lacerda
Fazendo uma junção das coisas que eu mais amo: esportes, jornalismo e escrita; cheguei a conclusão de que era o jornalismo esportivo que eu queria para a minha vida. Me resumo como uma baiana estudando na capital do Brasil com o objetivo de alcançar o que tanto desejo, que é trabalhar nessa área do esporte e me capacitar cada vez mais!

Deixe uma resposta