Franceses que jogaram no River Plate

- Relembre quando Higuaín, Trezeguet e De Bourgoing defenderam o Monumental de Núñez
Franceses que jogaram no River Plate

Apesar da distância, a França possui uma ligação com a Argentina muito mais forte do que você pode imaginar. Não se trata das deliciosas medialunas, consideradas os croissants dos argentinos. O país, que tem a belíssima Paris como capital, já exportou grandes nomes do futebol para defender as cores dos Millonarios. Acredite, atletas como De Bourgoing, Trezeguet e Higuaín são franceses que jogaram no River Plate. Confira tudo sobre os mesmos na coluna Catimbando dessa semana.

HÉCTOR DE BOURGOING

A princípio, o caso mais antigo ocorreu em 1957. A equipe de Núñez havia acabado de assinar com o franco-argentino Héctor de Bourgoing. O habilidoso ponta-direita foi contratado depois que se destacou atuando pelo Tigre e após convocações para defender a seleção albiceleste, inclusive na Copa América daquele ano, disputada no Peru. Além disso, o River precisava suprir a ausência de Santiago Vernazza, recém-vendido ao futebol italiano.

À primeira vista, De Bourgoing foi bem. Marcou 11 gols em sua primeira temporada pela nova equipe. Chamou ainda mais atenção por compor um quinteto ofensivo composto por ele, Eliseo Prado, Norberto Menéndez, Ángel Labruna e Roberto Zárate. Conhecido por ser o ataque mais goleador da década. Foram 75 tentos em apenas 30 partidas. Como resultado, os Millonarios receberam o apelido de La Maquinita, pois conquistaram cinco campeonatos argentinos ao longo daqueles 10 anos.

Mas, em 1958, o ano não foi tão bom para De Bourgoing e o River Plate. Primeiramente, o atacante ficou de fora da convocação para disputar o Mundial na Suécia. A Argentina foi eliminada ainda na primeira fase. Enquanto os tricampeões nacionais conquistaram apenas uma nada animadora 6ª colocação, naquele que seria o primeiro dos 18 anos que a instituição amarguraria na fila de títulos. Então, ao final da temporada, Héctor retornou para o Tigre. Encerrou, portanto, a sua história no Monumental de Núñez.

Héctor de Bourgoing no River Plate
De Bourgoing é o primeiro atleta agachado da esquerda para a direita. Reprodução/Futebol Portenho

LEIA MAIS

DAVID TREZEGUET

Apesar de ser filho de um argentino e iniciar carreira como profissional no país, David Trezeguet nasceu na França. Inclusive foi campeão do mundo defendendo as cores dos Bleus em 1998. Sendo assim, construiu a maior parte de sua carreira na Europa, principalmente jogando pelo Monaco e pela Juventus. Nesses clubes conquistou seus principais títulos como atleta.

Contudo, após uma breve passagem pelo Bani Yas, nos Emirados Árabes, o jogador decidiu retornar para a Argentina. Foi em 2012, quando o River Plate disputava a 2ª divisão do campeonato nacional. Definitivamente, a sua chegada causou grande euforia por parte da torcida. Logo, o atacante correspondeu dentro de campo. Em suma, foram 14 gols em 25 jogos pelo clube na primeira temporada.

Por outro lado, o segundo ano do atacante pela equipe de Núñez já não foi tão bom assim. Trezeguet marcou apenas três gols em 16 partidas disputadas pelo Campeonato Argentino. Nesse ínterim, o atleta ainda teve de lidar com uma lesão no joelho. Como resultado destas baixas, o River Plate rescindiu o contrato com o jogador em junho de 2013. De tal forma, o atacante francês se transferiu para o Newell’s Old Boys.

Trezeguet no River Plate
Reprodução/Globo Esporte/EFE

GONZALO HIGUAÍN

Antes de mais nada, o centroavante Gonzalo Higuaín nasceu em Brest, na França. Talvez o mais famoso dos franceses que jogaram no River Plate. O atleta possui dupla-cidadania e escolheu defender a Seleção da Argentina. Sua carreira começou no Monumental de Núñez. À primeira vista, chamou a atenção de todos por sua habilidade e velocidade com a bola nos pés já nas categorias de base do clube. Então, aos 17 anos, recebeu a oportunidade de fazer sua estreia no profissional. Foi em maio de 2005, em uma partida contra o Gimnasia y Esgrima La Plata.

Não marcou gols em sua primeira temporada. Mas apresentou boas atuações quando foi escalado para jogar. Desse modo, Higuaín começou a ganhar mais oportunidades no time. Portanto, logo no segundo ano no River Plate, o atacante participou de 18 jogos e marcou sete gols. Dois deles, inclusive, foram anotados no famoso duelo contra o Corinthians, no Pacaembu. Naquela oportunidade, os Millonarios venceram o Timão por 3 x 1. Como resultado, a torcida mandante invadiu o campo.

Após as boas atuações, naturalmente o interesse dos clubes europeus começou a surgir. Então, em julho de 2006, o Real Madrid, da Espanha, acertou a contratação de Gonzalo Higuaín. Contudo, o jogador disputou o segundo semestre do ano ainda pelo River Plate. Nesse meio tempo marcou seus últimos oito gols pelo clube argentino. Somente em 11 de janeiro de 2007 o jogador estreou pelos Galácticos.

Higuaín no River Plate
Reprodução/90min

Foto destaque: Reprodução/River Plate

BetWarrior


Poliesportiva


Carlos Soares
Carlos Soares
Além da enorme paixão pelo esporte, eu sempre tive facilidade com a comunicação no geral, é uma habilidade que me destaca em qualquer ambiente que esteja. O desejo de fazer jornalismo surgiu devido a vontade de fazer com que essa aptidão possa me proporcionar grandes desafios em minha carreira profissional, principalmente na área esportiva. Ao ingressar na faculdade e estagiar na área, descobri diversas abordagens diferentes que o jornalismo pode ter e a quantidade de histórias que estão esperando para serem contatadas. O que fez eu me interessar ainda mais pela profissão e querer desempenhar um fazer jornalístico objetivo e de qualidade.

    Artigos Relacionados

    Deixe uma resposta

    Topo