Fora de casa, Veléz Sarisfield vence Newell’s Old Boys

- Ambas as equipes dividem a liderança Grupo B Fase Complementar do Argentino 2020/21 com os mesmos noves pontos
réditos da Imagem: Twitter do Veléz Sarsfield.

Neste domingo (3), o Newell’s Old Boys e Veléz Sarisfield duelaram, em jogo válido pela 4ª rodada da fase complementar da Copa Diego Armando Maradona, no Estádio Marcelo Bielsa. Sendo assim, a partida era de muito valor para ambos os times. Isso porque o Newell precisava da vitória para se isolar na liderança. Por outro lado, o Veléz queria conquistar mais e brigar ainda mais pela liderança do Grupo B da Fase complementar. O duelo terminou em 1 x 0.

1° TEMPO

Em suma, os primeiros 45 minutos da partida foram favoráveis ao Newell's. Os donos casa criaram chances claras de gols. Em duas oportunidades, Alex Rodriguez quase abriu o placar para os Lepras. A primeira veio em um forte chute defendido por Lucas Hoyos e outra em um cabeceio. Por outro lado, o Veléz respondeu com Almada e Centurión, porém as jogadas não levaram perigo à meta de Macagno.

2º TEMPO

E, assim, na etapa complementar, os visitantes começaram a crescer na partida. Após diversas tentativas, Miguel Brizuela, aos 30 minutos, abriu o placar o El Fortin. O gol foi marcado logo após uma cobrança de escanteio. No entanto, o Lepra buscou o empate, mas o goleiro Lucas Hoyos garantiu a vitória por 1 x 0 aos visitantes.

NEWELL'S OLD BOYS X VELÉZ SARSFIELD – E AGORA?

Com este resultado, as equipes somam os mesmos noves pontos e lideram o Grupo B Fase Complementar. Embora o saldo de gol favoreça ao Newell, o El Fortin irá brigar até o fim para conquistar a vaga na Copa Sul-Americana. Em seu próximo jogo pelo Argentino 2020/21, o Newell’s Old Boys visita o Racing. Já o Veléz Sarisfield recebe o Godoy Cruz. Ambos os confrontos serão disputados no próximo domingo (10).

MELHORES MOMENTOS – NEWELL'S OLD BOYS X VELÉZ SARSFIELD

Foto destaque: Divulgação/Newell's Old Boys

BetWarrior


Poliesportiva


Henrique Martins
Henrique Martins
Formado em jornalismo e frequentador de estádio desde dos meus 17 anos. Além de torcer sempre prestava atenção nos jornalistas que trabalhavam nas partidas. Através das arquibancadas a comunicação esportiva foi uma das minhas escolhas para trabalhar no jornalismo.

    Artigos Relacionados

    Deixe uma resposta

    Topo