Fora de casa, Peñarol venceu apenas dois jogos de 26 disputados na Libertadores desde 2012

- Uruguaios tem apenas 14% de aproveitamento jogando longe de Montevidéu desde o vice-campeonato para o Santos em 2011
Fora de casa, Peñarol venceu apenas dois jogos de 26 disputados na Libertadores desde 2012

A dura derrota para o Colo-Colo, no Chile, deixa claro a dificuldade que o Peñarol enfrenta desde o vice-campeonato em 2011 para o Santos, quando se trata de competição internacional. Apesar de abrir o placar, com Facundo Pellistri, os Carboneros sofreram a virada por 2 x 1. Dessa forma, embolando ainda mais o Grupo C da Libertadores.

Isso porque, de líder, o clube uruguaio passou a ser o último colocado, apesar de ter os mesmos três pontos que o Jorge Wilstermann – próximo adversário do Peñarol. Mais uma vez fora de casa, agora em Cochabamba, na Bolívia, já na próxima quinta-feira (24). Com a vitória do Athletico Paranaense sobre os bolivianos, o Furacão passou a ser o novo líder do Grupo C, com os mesmos seis pontos do Colo-Colo.

Sendo assim, a situação ficou complicada para os uruguaios, que não vem de boas atuações. Depois de demitir Diego Forlán, a equipe permanece apresentando os mesmos problemas: a dificuldade em criar no ataque e a defesa que sempre sofre gols. Então Mario Saralegui conheceu sua primeira derrota à frente do clube, em sua terceira passagem.

O problema do Peñarol é jogar longe de Montevidéu

Desde 2012, o Peñarol tem apenas 14% de aproveitamento jogando fora de casa na Libertadores. Este é o detalhe. Longe de Montevidéu, a equipe venceu apenas dois jogos de 26 disputados. A primeira foi contra o Deportes Iquique em 13 de fevereiro de 2013, com gols de Fabián Estoyanoff e Juan Manuel Oliveira.

A última diante do Flamengo, já em 3 de abril de 2019, gol marcado por Lucas Viatri. E, como foi contra o Colo-Colo, mesmo abrindo o placar em sete oportunidades, perdeu cinco jogos e empatou os outros dois.

Isso resultou nas últimas campanhas ruins do clube, que foi eliminado nas últimas duas fases de grupos da Libertadores. Em 2018 venceu todos os jogos no ‘Campeão do Século', mas nenhum fora de casa e terminou em 3º lugar. Já em 2019 conquistou sete pontos de nove disputados em casa, e venceu apenas o Flamengo fora, o que foi insuficiente para avançar, devido ao saldo de gols.

Já em 2020 perdeu para o Athletico Paranaense e Colo-Colo, este de virada. Agora encara o Jorge Wilstermann, na altitude da Bolívia, em Cochabamba. Portanto, uma nova derrota, ou até mesmo um empate, pode significar mais uma eliminação na fase de grupos de um time tão tradicional, que conquistou a América cinco vezes.

Foto destaque: EFE Marcelo Hernández

Thiago Lopes

Sobre Thiago Lopes

Thiago Lopes já escreveu 584 posts nesse site..

Thiago Lopes, 20 anos. Estudante de jornalismo - 6º semestre.

BetWarrior


Poliesportiva


Thiago Lopes
Thiago Lopes
Thiago Lopes, 20 anos. Estudante de jornalismo - 6º semestre.

Artigos Relacionados

Topo