Mais uma vez, o Fluminense tem mostrado ser muito mais que um time. Fred e torcedores mobilizam uma campanha para ajudar Aldo Espírito Santo, ex-lateral direito do Tricolor na década de 80. Além disso, foi coroado com o título de 84 e o tricampeonato carioca. Nesse sentido, a esposa do Amapaense está internada com câncer e complicações da Covid-19.

O ex-atleta vive em Macapá, porém teve que viajar até São Paulo para acompanhar sua esposa Tânia. Ainda assim, o quadro dela se agravou quando contraiu a Covid-19. Na internet, torcedores se comoveram com a situação.

Mobilização nas redes sociais

Primeiramente, a campanha foi iniciada na internet com o intuito de arrecadar doações financeiras. Logo, Fred divulgou em seu Instagram, pedindo para que os torcedores pudessem contribuir para ajudar Aldo e sua mulher. De acordo com o GE, o ex-futebolista disse que o quadro da esposa se agravou por conta da Covid-19. Além disso, ele também contraiu a doença e se mantém isolado em um hotel. Enquanto a esposa, segue internada no hospital.

Aldo agradeceu aos torcedores pelo apoio e também por estarem contribuindo de forma voluntária. A torcida segue enviando mensagens positivas para que o ex-jogador e sua mulher se recuperem em breve. Definitivamente, a boa notícia é que a ajuda financeira já está chegando ao ex-lateral direito.

Conheça Aldo Espírito Santo

Após deixar o futebol, Aldo começou a trabalhar como assessor de esporte do Governo do Estado do Amapá. Atualmente, ele tem 63 anos. A revelação do O ex-futebolista foi no Esporte Clube Macapá em 1976 e se destacou no Paysandu Sport Clube, em Belém nos anos de 1977 e 1981. Logo, não demorou muito até chamar a atenção do Fluminense.

Além disso, Aldo conquistou diversos títulos como o Campeonato Carioca em 1983, 1984 e 1985. Mesmo quem não viu o craque em campo, admira sua trajetória. Um internauta comentou: “Não vi jogar, mas sendo um ídolo da nossa torcida merece toda ajuda do mundo.”

Foto destaque: Divulgação/Mailson Santana

Avatar
Eliane Ramos
Tenho 20 anos e desde os 18, eu já sabia o que queria. Sempre fui muito curiosa e amante da escrita. Estudar jornalismo é se conectar consigo mesmo e descobrir novas paixões. O jornalismo me escolheu. Atuei como apresentadora e social media na rádio PopRio. Tenho vontade de aprender cada vez mais, e conhecer diferentes áreas do jornalismo para finalmente definir minha paixão. Sempre fui muito curiosa e amante da escrita.

Deixe uma resposta