Fluminense e Cruzeiro duelam por vaga na Copa do Brasil pela terceira vez

Fluminense e Cruzeiro se enfrentam nesta quinta-feira (23), no Maracanã, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Aliás, essa vai ser a terceira vez que as equipes brigam por vaga na competição. Assim sendo, a primeira foi em 2006 e o Tricolor levou a melhor. Ao passo que, na segunda, em 2019, a vaga ficou com a Raposa. Dessa maneira, relembre como foi cada um dos duelos.

2006: Fluminense vence os dois jogos

O primeiro encontro entre Fluminense e Cruzeiro na Copa do Brasil foi pelas quartas de final da edição de 2006 da competição. Dessa maneira, a ida ocorreu em 26 de abril, no Mineirão. Assim sendo, o Tricolor venceu, por 3 x 2, com dois gols de Lenny e um de Petkovic, em cobrança de pênalti. Ao passo que Wagner e Élber descontaram para a equipe mineira.

Posteriormente, o jogo de volta ocorreu em 3 de maio, no Maracanã. Por ter vencido o jogo de ida, o Fluminense tinha vantagem. No entanto, voltou a bater o Cruzeiro. Dessa vez, por 1 x 0. Assim, Marcelo marcou o gol que garantiu o Tricolor na semifinal da competição.

20019: Cruzeiro garante vaga nos pênaltis

Já a segunda vez que Fluminense e Cruzeiro duelaram por vaga na Copa do Brasil foi 2019, também pelas oitavas de final da competição. Assim sendo, a ida foi em 15 de maio, no Maracanã, e terminou empatada, em 1 x 1. A saber, a Raposa saiu na frente com Pedro Rocha. Ao passo que João Pedro deixou tudo igual já nos acréscimos.

O jogo de volta aconteceu no Mineirão, em 5 de junho, e terminou novamente com um empate, dessa vez, em 2 x 2. Assim sendo, o Fluminense saiu na frente com Ganso, em cobrança de pênalti. Enquanto Thiago Neves deixou tudo igual. Posteriormente, a Raposa teve a chance de virar com Sassá, também em penalidade máxima. Mas o atacante parou no goleiro Agenor. Todavia, a virada veio em mais um pênalti, dessa vez, batido por Thiago Neves. Por fim, assim como no jogo de ida, João Pedro balançou as redes nos minutos finais, empatando a partida. Aliás, com um golaço de bicicleta.

Com os dois empates, a decisão da vaga foi para os pênaltis. Já que não havia a vantagem do gol qualificado. Dessa maneira, a Raposa venceu por 3 x 1, com Pedro Rocha, Sassá e Thiago Neves convertendo suas cobranças. Enquanto Caio Henrique foi o único que marcou no Tricolor. Aliás, o goleiro Fábio, hoje na equipe carioca, defendeu a cobrança de João Pedro.

Foto destaque: Lucas Merçon / Fluminense FC

Jéssica Albuquerque
Formada em Letras, pela UFRJ, e em Jornalismo, pela FACHA. Amo ler, escrever e futebol. No jornalismo esportivo pude unir os três.

Deixe um comentário