Final definida da Copa do Nordeste

Já diria o poeta, clássico é clássico e vice-versa, Santa Cruz e Sport fizeram um jogo com todas as características que fazem um jogo dessa magnitude ser gigante. As duas equipes duelaram na noite de ontem com muita emoção, gols, confusão e provocação não faltaram no Arruda.

O primeiro tempo logo sofreu uma baixa entre os astros principais da partida, Diego Souza, após uma dividida teve que ceder o lugar a Everton Felipe aos 15 minutos de jogo. Mas o que parecia um drama logo se tornou alegria quando o mesmo Everton recebeu belo passe de Rogério e abriu o placar para o Leão do Recife. O Gol fez a Cobra Coral acordar no jogo e aos trinta minutos a oportunidade do primeiro tempo surgiu em cobrança de falta de Anderson Sales, que obrigou o goleiro Magrão a fazer boa defesa. 07 minutos mais tarde Thomás chuta e obriga Magrão a fazer mais uma boa defesa e fechar o gol do Sport e o placar terminou mesmo no 1 a 0 para o time da Ilha do Retiro.

O segundo tempo começou bem morno por parte das duas equipes, somente aos 25 minutos o jogo esquentou os ânimos após confusão intensa dentro de campo que resultou na expulsão de dois jogadores um de cada lado, Elicarlos pelo Santa e Rithely pelo Sport. A partir o jogo perdeu intensidade de vez, com raríssimas chances para ambos os lados, até aos 32 minutos após boa jogada de Samuel Xavier direita, após bate rebate, a bola sobra para André pegar um belo chute de primeira de fora da área e fazer o segundo que garantiu o acesso para a decisão da Lampions League, como é carinhosamente apelidada a Copa do Nordeste. Depois do gol nova confusão e expulsão, dessa vez somente para o jogador Evandro, do Sport.

Depois da confusão o Santa Cruz, sem condições de conseguir um resultado que lhe favorecia começou a abrir a “caixa de ferramentas”, Wellington Cézar por conta de falta dura em André e Vítor por causa de uma voadora desnecessária no adversário, foram expulsos próximo do término da partida. Assim, o time da Ilha do Retiro está classificado com o placar de 2 a 0, e vai enfrentar o grande time do Bahia, na decisão em dois que jogos que aconteceram nos dias 17 e 24 de maio, sendo o primeiro jogo em Recife e o segundo e derradeiro jogo na Arena Fonte Nova. Como sempre é no Nordeste brasileiro, promessa de grandes públicos e belos jogos que são marcas registradas das finais no Nordeste.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 948 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

BetWarrior


Poliesportiva


Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

    Artigos Relacionados

    Topo