FIFA

Na coluna Master League dessa semana, vamos voltar a falar da construção de times magistrais no futebol virtual mas especificamente no FIFA 20. Assim como, na semana passada montamos a Seleção Brasileira dos sonhos, hoje iremos fazer o esquadrão mundial.

O Ultimate Team, é o modo competitivo do jogo virtual da empresa EA. Nele diversos jogadores do futuro e passado possuem cartas normais e especiais. Este segundo grupo de cartas reune momentos nos quais os jogadores brilharam na sua história ou nessa temporada.

Agora, já pensou uma seleção mundial sem Pelé, Messi, Cristiano Ronaldo e Maradona? Pois bem, a que lhe apresento será assim. Antes das críticas, existe uma explicação para isso. O time abaixo foi montado visando os melhores in game, ou seja, os que conseguem uma performance melhor durante os 90 minutos. Pelé, por exemplo, não entra nos titulares pois sua principal carta não possui 5 estrelas de perna ruim. Erro grosseiro do FIFA. A Formação destes 11 será a 4-2-3-1.  

A SELEÇÃO DO FIFA

GOLEIRO: No gol temos o alemão Marc-André Ter Stegen. Apesar de ter a sua maior carta com nota menor que as de Alisson e Jan Oblak, o goleiro do Barcelona é uma muralha que salva jogos para você. Sua carta de nota 95 foi recebida por estar presente na seleção dos melhor jogadores da La Liga em 19/20.

ZAGUEIROS:  A dupla de zaga dos sonhos é composta por Paolo Maldini e Van Dijk. O italiano tem uma carta Icon Moments (carta que é dada ao melhor momento da carreira) de overall 95, enquanto que o holandês é o zagueiro perfeito do jogo, seu geral de 99 garante o posto de maior defensor do futebol virtual. Curiosamente, o jogador do Liverpool possui duas cartas com nota máxima, por estar entre os melhores do ano.

LATERAIS: Curiosamente os dois laterais são brasileiros. São eles Carlos Alberto Torres e Roberto Carlos, ambos com suas cartas de Icon Moments. Apesar de ambos terem um a menos de nota que a dupla de laterais do atual Liverpool, os brasileiros dentro de campo resolvem tanto na defesa quanto no ataque.

Laterais
Latarais Brasileiros. Foto: Edição/Yuri Murta

MEIO CAMPO E ATAQUE: O meio é composto por 3 craques do passado e dois do presente. Kevin de Bruyne e Ruud Guillit fazem a função de volantes do time. Os dois possuem cartas praticamente completas que poderiam ocupar qualquer posição do campo.

Enquanto que os três meias são: Cruyff, Eusébio e Neymar. O brasileiro e o holandês criam chances como nenhum outro e o português em chutes de fora da área matam o jogo. Na frente, o homem gol é ninguém menos que Ronaldo Fenômeno. Sua carta inspirada na Copa do Mundo de 2002 reflete realmente o momento do R9 naquele Mundial.

A SELEÇÃO!

Seleção
Seleção. Foto: Edição/Yuri Murta

EXPLICAÇÕES

Embora os craques Messi, Cristiano Ronaldo, Maradona e o maior de todos os tempos Pelé tenham cartas de nota máxima 99, dentro do jogo todos eles possuem algum pecado, como por exemplo, a dupla argentina é muito baixa e possui um fisico abaixo do geral destas grandes cartas. Zidane, Garrincha, Ronaldinho Gaúcho e Lev Yashin são outras lendas que possuem notas maiores ou iguais as dos jogadores dela seleção mas que em campo não atuam como o esperado.

Olhando essa seleção podemos ver claramente o que é fundamental para fazer parte do time dos sonhos do futebol virtual. Ter uma velocidade e um físico quase perfeito te levam ao patamar diferenciado no jogo. Neymar é a exceção quando falamos de físico. Sua magia no futebol real é refletida dentro dos campos virtuais e seu equilíbrio, velocidade e drible compensam o resto.

Ademais, o grande diferencial de todas as cartas do meio para frente desse time para as outras, é possuir cinco estrelas de perna ruim e no mínimo quatro de drible. Isso permite ao jogador, um futebol com mais velocidade e que possa ter mais chances de colocar a bola na rede.  Erros em cartas como a do Pelé, que incrivelmente não possui o máximo de perna ruim, fazem com que alguns jogadores não sejam utilizado.

CURIOSIDADES

O predomínio de Holanda e Brasil na seleção é evidente, são 7 dos 11 jogadores que possui uma das duas nacionalidades. O que mostra também, como a EA olha para os jogadores de ambos os países.

Como o FIFA 20 ainda não teve fim e não saíram as cartas de melhores jogadores das ligas francesas e italiana, podemos vir a ter alterações nesta seleção. Neymar, por exemplo, deve melhorar sua carta ainda mais. Mbappé, dependendo de sua nova carta, pode vir a entrar neste time também. Cristiano Ronaldo, por sua vez, deve vir a ganhar outra carta com nota máxima, mas sua mobilidade o atrapalha dentro do game virtual e com isso não deve entrar.

Construir este esquadrão mortal é praticamente impossível no Ultimate Team. Se levarmos em conta os valores colocados no Futbin para cada carta, o time custa no total 61.659.000 moedas. Entre os jogadores, o mais caro é Ronaldo, que está no valor de 14 milhões de coins. Além disso, diversas dessas cartas costumam estar extintas nos mercados do modo competitivo e tirá-las em pacotes é praticamente sem chances. Nos resta então, sonhar com um dia poder abrir o FIFA e vê-los todos juntos no seu time.

Foto destaque: Reprodução/EA SPORTS

 

Yuri Murta
Estudante de jornalismo e geografia, apaixonado por futebol e por tudo que o cerca. Isso define quem é Yuri Lima Murta. O amor pelo esporte vem desde pequeno e o gosto por relacionar ele com outros temas vem desde o colégio, não atoa a minha monografia na faculdade de Geografia tem como tema a “Chapecoense e a cidade de Chapecó: Como o clube reflete a cidade”

Artigos Relacionados