Ultimate Team 20

Como seria a escalação da seleção tetra-campeã mundial, caso você fosse o treinador? Foi isso que fizemos, montamos a nossa própria versão da Seleção da Alemanha no Ultimate Team. O modo de jogo permite que você escale o seu time ideal, assim, podendo usar craques atuais e alguns do passado.

Dessa forma, nesta edição da coluna Master League, abordaremos sobre as escolhas dos jogadores que usamos para compor a nossa versão da Mannschaft, no modo online do FIFA 20, conforme as classificações do jogadores no modo online do game. 

O TIME TITULAR 

Goleiro: Como nosso titular da posição, temos o arqueiro do Barcelona, ter Stegen, com a sua carta TOTSSF (Team of the Season So Far), que entra para nossa seleção com status de melhor goleiro alemão do jogo, com 95 de overall. 

Carta ter Stegen TOTSSF. Foto: Reprodução/Futhead

Zagueiros: Defesa formada por Hummels, do Borussia Dortmund, que também chega com sua carta TOTSSF, com 96 de overall, assim, sendo também, o melhor alemão na posição. Além de Boateng, com sua carta Flashback (que traz momentos de sucesso do jogador), que o classifica com 91 de overall. 

Laterais: Pela lateral-esquerda, temos Tim Leibold, do Hamburgo, em sua versão TOTSSF, o jogador possui 89 de overall. Assim, pela lateral-direita temos Danny da Costa, que joga pelo Eintracht Frankfurt, chegando a nossa Seleção com 87 de overall, em sua carta Fut Birthday.

DO MEIO PARA FRENTE

Meio-campistas: Em suma, a maior concorrência por posições está do meio para frente. Desse modo, escalamos dois volantes, um armador e dois meias mais ofensivos. Dessa forma, dando apoio à nossa defesa, temos Kimmich, do Bayern de Munique, com sua carta TOTSSF, com 96 de overall, além de Lothar Matthäus, com sua carta Icon Moments, com 94 de overall. 

Carta Lothar Matthäus Icon Moments. Foto: Reprodução/Futhead

Na armação das jogadas, temos Toni Kross, do Real Madrid, com classificação 96, mais um com carta TOTSSF. Assim também, mais próximos do atacante, temos dois jogadores com cartas TOTSSFMarco Reus, do Borussia Dortmund  e Thomas Muller, do Bayern de Munique, ambos com 95 de overall. 

Atacante: A saber, fechando a escalação titular da nossa Seleção, como centroavante, temos Timo Werner, do RB Leipzig, em sua carta TOTSSF, atingindo 97 de classificação e consequentemente sendo o melhor alemão da posição no Ultimate Team do FIFA 20

Carta Timo Werner TOTSSF. Foto: Reprodução/Futhead

Dessa forma, essa seria a nossa versão da Seleção da Alemanha, no modo do FIFA 20, onde optamos por um time com jogadores com classificações mais altas, e ainda convocamos três Icons, para compor a nossa equipe. Agora, vamos como ficaria esse timaço em campo, na formação 4-2-3-1. Confira abaixo:

COMPLETANDO A EQUIPE

A propósito, além dos 11 titulares, nossa versão da Seleção Alemã conta com sete reservas que compõem a equipe, sendo eles:

O goleiro Manuel Neuer, do Bayern de Munique, com sua carta Flashback com overall 92.

Os zagueiros são Matthias Ginter, do Borussia Mönchengladbach, com carta TOTSSF, 91 de overall. E Niklas Süle, do Bayern de Munique, com 85 de overall, em sua carta Ouro raro.

Pelo lado, temos o lateral-esquerdo do Borussia Dortmund, Nico Schulz, com 86 de classificação na carta Winter Refresh.

Para o meio-campo temos o jovem Kai Havertz, do Bayer Leverkusen, com 94 de overall em sua carta TOTSSF. Além de Michael Ballack, com 93 de overall em sua carta Icon Moments.

Assim, por último, mas não menos importante temos o maior artilheiro da história de Copas do Mundo – masculina, Miroslav Klose, em sua carta Icon Moments com 93 de overall.

Portanto, essa é a nossa versão da Seleção da Alemanha, comandada por Jürgen Klopp, do Liverpool, feita no modo Ultimate Team do FIFA 20 que conta 18 jogadores no total, com as classificações mais altas entre atletas alemães de todas as ligas disponíveis no game.  

Foto destaque: Reprodução/Electronic Arts (EA)

Victor Parrini
Como amante de rádio, TV e esportes (principalmente o futebol), esses foram alguns dos motivos que me levaram a escolher o jornalismo para a minha vida. Como jornalista, quero ouvir e contar histórias, porque isso é o que nos move. Aqui exponho meu primeiro contato com a escrita esportiva.

Artigos Relacionados