Luiz Felipe Scolari é um técnico dos mais vitoriosos do mundo. Ao todo, em sua carreira na beira do gramado, conquistou, nada mais nada menos que 27 títulos. Entretanto, ele também leva consigo o fato de ser o técnico que mais comandou melhores jogadores do mundo. É bem verdade que o fato de ter comandado a Seleção Brasileira na década passada favoreceu Felipão, além de treinar a de Portugal. Logo atrás está Luxemburgo, que também comandou a canarinho, e esteve à frente do Real Madrid na era galácticos.

OS MELHORES DO MUNDO LIDERADOS POR FELIPÃO

Romário, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, Kaká, e os portugueses Luis Figo e Cristiano Ronaldo. Todos estes nomes foram comandados por Luis Felipe Scolari, assim se tornando o treinador que mais dirigiu vencedores da eleição da FIFA, em toda a história. Foram sete dos 15 atletas eleitos pela premiação da entidade, criada em 1991 para fazer frente á Bola de Ouro, da “France Football”, que na época considerava apenas os europeus.

Felipão viveu o seu momento mais importante na carreira quando conquistou o pentacampeonato mundial, com o Brasil em 2002. Três dos cinco brasileiros melhores do mundo foram destaques naquela conquista, Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho Gaúcho. Enquanto Kaká foi convocado pela primeira vez, justamente pelo ex-técnico da seleção. Assim como o ‘Bruxo', o são paulino chegou a fazer parte da segunda passagem do treinador à frente do Brasil em 2013, disputando dois amistosos naquele ano.

Em contrapartida, Romário também foi liderado por Felipão. Entretanto, em apenas um compromisso, este na derrota para o Uruguai, em 2001, pelas eliminatórias da Copa do Mundo do ano seguinte. Marcando então, a última partida do Baixinho com a amarelinha que brilhou em 1994, e o primeiro jogo oficial de Scolari à frente da seleção. Inclusive, pressionado para levar o protagonista do tetra, bancou a decisão de não convocá-lo

Assim como foi para Kaká, Felipão quem abriu as postas para Cristiano Ronaldo na seleção de Portugal, o convocando em agosto de 2003. Ao todo, foram 58 partidas juntos, em que o gajo balançou as redes em 21 oportunidades. E Luis Figo, ex-Real Madrid, também esteve no elenco que chegou a ficar com o vice-campeonato da Eurocopa de 2004, tropeçando para a Grécia, além de chegar nas semifinais das Copa de 2006.

VANDERLEI LUXEMBURGO VEM LOGO ATRÁS

Outro ídolo palmeirense e rival de Felipão na década de 90, Vanderlei Luxemburgo é o segundo técnico que mais comandou vencedores do prêmio FIFA. Isso porque o ‘pofexô' trabalhou com seis melhores do mundo, quatro brasileiros e dois estrangeiros: Romário, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho, Figo e Zinédine Zidane, os dois últimos nos tempos de galácticos do Real Madrid.

Em contrapartida, os dois técnicos brasileiros podem aumentar o número na lista, neste quesito, caso Neymar venha a se tornar melhor do mundo. Felipão o comandou também em sua segunda passagem na Seleção Brasileira, onde vieram a conquistar a Copa das Confederações de 2013, até a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Por outro lado, Luxemburgo trabalhou com o craque do Paris Saint-Germain no Santos, em sua passagem em 2009, de março a dezembro.

Foto destaque: Getty Images

Avatar
Thiago Lopes
Thiago Lopes, 20 anos. Estudante de jornalismo - 6º semestre.

Artigos Relacionados