Fagner volta e pode estar entre os titulares no clássico contra o Santos

Faltando um pouco mais de dez minutos para acabar a partida, a torcida do Corinthians ficou de pé para aplaudir a entrada de Fagner no jogo contra o Goiás, neste domingo (19), na Neo Química Arena. A saber, era o retorno do lateral-direito após 11 jogos fora dos gramados por conta de uma entorse no tornozelo direito.

Entrevista de Fagner

Um dos pilares do elenco, Fagner ficou um mês e meio fora dá equipe. Neste período, Rafael Ramos foi quem o substituiu. Porém, além do português, João Pedro e Mantuan também foram utilizados em algumas ocasiões.

“É motivo de felicidade estar retornando. Foram seis semanas difíceis, nenhum atleta gosta de ficar lesionado, no departamento médico. Muita gente acha que é cômodo, mas é chato, bem desagradável ficar de manhã, de tarde e de noite no clube, sem paciência, querendo ajudar, estar dentro de campo, que é o seu habitat natural.”

“A parte física é normal sentir um pouquinho, mas foi maravilhosa a atmosfera, maravilhoso o carinho da torcida e poder retornar no nosso estádio, ao lado do torcedor e da minha família. Não teria forma melhor para acontecer. Agora é ir melhorando no dia a dia para voltar o mais rápido possível ao norma.”

Enfim, a presença de Fagner no time titular na próxima quarta-feira (22), às 21h30, diante do Santos, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, ainda é uma dúvida. Em coletiva, o técnico Vítor Pereira afirmou que a decisão será em conjunto com o jogador.

O lateral seguiu a linha do treinador. A saber, a última vez em que o lateral jogou por 90 minutos foi na vitória em cima do Boca Juniors, pela fase de grupos da Libertadores

“Acho que isso é jogando. Não adianta falar se dá ou não, depende de como vai ser o decorrer do jogo, a demanda do jogo, tudo pode acontecer dentro de uma partida, você pode se desgastar mais ou menos dependendo do que acontecer.”

Decisão contra o Santos

Por fim, além de tentar sair na frente na disputa pela vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, o Corinthians tenta dar fim ao jejum de ainda não ter vencido nenhum clássico paulista nesta temporada. Ao todo, foram cinco derrotas e um empate.

“Isso é coisa que fica como tabu, a gente tem que entrar em campo independentemente de ser o Santos ou o Goiás e fazer o melhor para vencer. Não vencemos clássicos no ano, mas isso não representa tudo que estamos fazendo. Estamos numa crescente, fazendo um grande trabalho. Assim, é pensar nos 180 minutos, não só em um jogo, ter cabeça fria para fazer grandes jogos e conseguir nossos objetivos.” – analisou Fagner.

Foto destaque: Divulgação/ Rodrigo Coca/ Ag.Corinthians

Enzo Pires
Tenho o sonho de trabalhar com o que eu mais amo, que é o FUTEBOL. Amante desse esporte desde criança, queria ser jogador, mas como não deu certo, agora eu busco trabalho com isso, só que fora de campo.