Ex-presidente do Bahia critica clube por não anunciar diretor que trabalhava desde setembro

Antes de mais nada, na última sexta-feira (7),  uma notícia divulgada pelo InfoBahêa, deixou não só os torcedores chateados, bem como ex-atletas e funcionários do clube. O Bahia estaria trabalhando com um diretor-geral deste setembro de 2021 sem divulgar.

Assim, trata-se de Eduardo Gadelha que tomava conta das decisões junto ao presidente Guilherme Bellintani e o vice Vitor Ferraz. O não anúncio de Gadelha teria ferido o que o clube sempre prega – a transparência. Logo, por conta disso, o ex-presidente do clube, Marcelo Sant'Ana, criticou o posicionamento.

Eduardo Gadelha é o “novo” diretor-geral do Bahia, mas cadê o anúncio?

Desse modo, Eduardo Gadelha é responsável por questões administrativas e financeiras do Tricolor de Aço. Inclusive, essa é a mesma função exercida por Bellintani. Dessa maneira, ele também é responsável pelo entrave entre Bahia e Rossi, no qual o atual mandatário já havia falado durante a coletiva realizada na última quarta-feira (5) que só fica no clube, quem quer estar lá.

Nesse sentido, Marcelo Sant'Ana afirmou ser lamentável a postura dos diretores. O Esquadrão ainda disse ao InfoBahês que a chegada de Eduardo nunca foi anunciado pela política interna.

Só não vou dizer que estou surpreso, pois fiquei surpreso semana passada quando soube que o Bahia tinha um diretor-geral. Agora também sei o nome do profissional. É lamentável o clube não divulgar a contratação de um funcionário que teria o maior cargo administrativo do clube” – disse Sant'Ana, no Twitter.

Em resumo, o ex-mandatário assumiu o clube entre os anos de 2015 e 2017. Desde a sua saída, se tornou empresário de atletas e conselheiro do clube. Ademais, foi em 2017 que ele montou o time que, para muitos, foi o melhor Tricolor nos últimos anos. Na ocasião, foi campeão do Nordeste batendo o Sport na Fonte Nova, caiu na segunda fase da Copa do Brasil e terminou em 12º lugar no Brasileirão.

Foto destaque: Reprodução/Ulisses Gama/Bahia Notícias

Caio Santos